Resumo da Biografia de Jacques Lacan?

Oi Gente

Hoje trouxe um pouco de Lacan para você, um vídeo sobre Um Encontro com Lacan e uma pequena biografia para que você possa conhecer sobre quem foi esse psicanalista que fez uma releitura da obra de Freud, pai da psicanálise, e que a sua teoria na minha opinião é uma das mais importantes para entender a contemporaneidade.

Como já havia dito anteriormente, dentro das abordagens de um curso de Psicologia, nunca tive dúvida sobre a psicanálise como sendo aquela que para mim faz mais sentido. 

Os conceitos de Jacques Lacan e suas teorias apresentam uma condução de tratamento onde, se há a verdadeira disposição do analisante, é possível sim encontrar recursos e saídas para problemas muitas vezes ditos de impossíveis soluções.

Uma pequena Biografia de Jacques Lacan (1901-1981)

Filósofo e psicanalista francês. Suas idéias de fundo estruturalista abalaram o cenário psicanalítico da França a partir da década de 1960.
 
Psicoanálisis: Jacques Lacan: “Lo Real, lo Imaginario y lo Simbólico”. “Lo Imaginario y el Concepto del Otro”: Jacques-Marie Émile Lacan ( 1901 / 1981 ). – ___________…

Jacques Marie Lacan nasceu em Paris, em 13 de abril de 1901, de família burguesa e católica.
 
Formou-se em medicina, especializando-se em psiquiatria, e foi interno de Gaétean de Clérambaut, a quem considerava seu único mestre no campo psiquiátrico.
 
Com a tese de doutorado La Psychose paranoïaque dans ses rapports avec la personnalité (1932; A psicose paranóica em suas relações com a personalidade), mostrou impressionante erudição e simpatia pela psicanálise, numa época em que preconceitos obstavam sua disseminação na França.  
 
   A influência de Lacan, tido como intérprete original da obra de Freud, estendeu-se além do campo da psicanálise e fez dele uma das figuras dominantes na vida cultural francesa na década de 1970.
Lacan buscou a companhia dos artistas do surrealismo, atraídos pelo caráter revolucionário das teses freudianas.
 
Acompanhou o famoso seminário de Alexandre Kojève sobre Hegel e se ligou a intelectuais de ponta do pensamento francês, entre eles Raymond Aron, Maurice Merleau-Ponty e Georges Bataille.
 
Em 1934, entrou para a Sociedade Psicanalítica de Paris. Em 1936, apresentou num congresso seu trabalho sobre o “estágio do espelho”. A partir daí, sua história se confunde com a da própria psicanálise.
 
Jacques Lacan
Numa retomada crítica dos conceitos saussurianos de “significante” e “significado”, Lacan afirmou a autonomia do significante e o inseriu na origem simbólica, constituída pela linguagem.
 
Lacan afirmou que o significante preexiste ao sujeito e sobrevive a ele, faz do sujeito homem ou mulher, traça seu destino e o priva de qualquer relação natural com o mundo.   
 
  Conhecedor profundo da obra de Freud, Lacan empreendeu ao mesmo tempo um retorno e uma revolução em direção a uma psicanálise que para ele havia perdido o sentido original.
 
O retorno à Freud visou resgatar os fundamentos psicanalíticos, que para Lacan se encontram no próprio conceito de inconsciente. Para empreender sua grande crítica às vertentes americana e francesa da psicanálise, cujo tema central é a discussão sobre o imaginário, pesquisou a linguagem e deduziu que é ela a condição de existência do inconsciente, que só existe no sujeito falante.
 
 
 

Em 1980, dissolveu a Escola Freudiana de Paris, que fundara em 1964, e criou a Escola da Causa Freudiana. Lacan faleceu em Paris, em 9 de setembro de 1981.
 
Lacan não é um autor simples nem fácil. Seus conceitos demandam, além de uma carga exaustiva de leitura, uma inversão do pensamento racional e linear a que está habituada a cultura ocidental.
 
Em seus Écrits (1966; Escritos) e vinte seminários abordou temas tão complexos quanto polêmicos, como a ética da psicanálise, a transferência, o princípio do prazer e conceitos fundamentais da psicanálise, entre outros.
 
Vale a pena dar uma olhadinha no vídeo abaixo, para conhecer um pouco mais Lacan, na visão de seus pacientes.
 
 
 

Era isso por hoje gente.

Sou suspeita de falar, pois curto muito o Lacan.  Espero que gostem também.

Obrigada pela visita. Você é sempre bem vindo(a) por aqui.

Um abraço.