É possível retardar o processo de envelhecimento?

Oi Gente

O post que divido aqui com você hoje é sobre essa pergunta que, talvez, alguns se questionam e possam querer saber algo a respeito.

A médica Elizabeth Blackburn, uma das ganhadoras do Prêmio Nobel de medicina no ano de 2009, trouxe uma importante novidade nesse assunto. Saiba um pouco por aqui..

Elizabeth Blackburn-Nobel Prize winner
Dra Elizabeth Backburn – Via Pinterest

A médica australiana Elizabeth Backburn, nascida na Tasmânia em 1948, dividiu o Prêmio Nobel de 2009 com outros dois médicos: Carol W. Greider e Jack W. Szostak, sobre seus estudos dos Telômeros e sua importância “A longitude dos telômeros é um marcador biológico do envelhecimento”.

Ilustração do encurtamento dos telômeros
Telômeros – Saiba mais sobre eles por aqui: https://www.bbc.com/portuguese/geral-43601735

Encontrei uma entrevista da médica onde ela nos fala sobre essa relação do tamanho dos Telômeros com o processo de envelhecimento: “Os cromossomos são onde todo o nosso material genético é empacotado, na forma de DNA . Os telômeros são cápsulas muito especiais nas extremidades de cada cromossomo que protegem contra a deterioração.”

Em resposta se os telômeros se desgastam, Elisabeth disse: “Desgasta-se e precisa se recompor novamente. Meus colegas e eu descobrimos uma enzima, a telomerase, que adiciona de volta o DNA às extremidades à medida que se desgastam.”

A médica explica que se seus telômeros estiverem bem protegidos, você terá uma menor probabilidade de adquirir grandes doenças. E, de acordo com alguns estudos, se o genes de uma pessoa exigirem que os telômeros esteja mais conservados, você diminui as chances de ter a doença de Alzheimer. “Não é 100% de proteção, mas é um fator subjacente”, segundo suas palavras.

O que fazer para você proteger seus telômeros?

Uma das formas de protegê-los e evitar o seu desgaste são os exercícios físicos, principalmente aqueles que lhe dêem prazer. Eles podem ser diversificados e evitar ao máximo o estresse.

Ela comentou sobre alguns estudos relacionados ao estresse: “Estudamos mães de crianças com doenças crônicas e mulheres na pós-menopausa que cuidavam de um membro da família. Nos dois grupos, quanto pior foi o estresse – e quanto mais o sentiram – mais seus telômeros se desgastaram.”

Meditação e Envelhecimento

Sobre a questão da meditação, comentou que, embora ainda há necessidade de mais estudos, os poucos que existem demonstram que houve melhoria na manutenção do telômeros. O que percebiam era que quanto menor o estresse mais havia qualidade nos telômeros.

O que mudou no pensamento da médica a respeito do envelhecimento

A essa questão, ela respondeu: “Bem, é tudo sobre a qualidade da sua vida. Eu costumava pensar que o envelhecimento era uma marcha inevitável em direção a pegar essas doenças debilitantes, mas não precisa acontecer. Uma idéia do envelhecimento era que você gostaria de ir cada vez mais fácil, mas o que eu encontrei pessoalmente é que o que eu realmente precisava era de um propósito, e é por isso que aceitei esse emprego no Salk Institute.”

Veja outros posts por aqui sobre envelhecer melhor:

https://blogdamaricalegari.com.br/2018/02/20/aprender-a-nadar-depois-do-50-60-70-ou-mais/

https://blogdamaricalegari.com.br/2015/12/02/a-arte-de-envelhecer/

https://blogdamaricalegari.com.br/2018/01/28/voce-tem-medo-de-envelhecer/

https://blogdamaricalegari.com.br/2019/12/03/recanto-das-cataratas-uma-viagem-com-4-geracoes/

https://blogdamaricalegari.com.br/2017/08/27/passou-dos-50-o-que-querem-a-proxima-geracao-de-idosos-no-brasil/

https://blogdamaricalegari.com.br/2017/10/23/a-bela-velhicesegundo-a-antropologa-mirian-gondenberg/

Enfim, mais uma dica para uma velhice saudável: cuidar dos seus telômeros. Nunca é tarde para iniciar um projeto de envelhecer de forma mais saudável, evitando as difíceis doenças que possam vir com o passar dos anos.

Caso queira ver essa entrevista completa, veja por aqui.

Era isso por hoje.

Obrigada pela sua visita. Você é sempre bem vindo(a) por aqui.

Um abraço.