Athy – A pequena cidade medieval na Irlanda

Oi Gente

O objetivo do post é dividir aqui com você um pouco sobre Athy, uma pequena e importante cidade da Irlanda. Tive a oportunidade de visitar o país, no início de julho de 2018, um país que sempre esteve no meu desejo de conhecer. Embora em uma única viagem não é possível ver tudo o que se gostaria, mas é interessante ver e visitar o que se é possível. Saiba um pouco por aqui…

 

 

Alguns dados sobre a Irlanda

A Irlanda é uma ilha com uma extensão de mais de 84.421 km2, sendo dividida em Irlanda do Norte e República da Irlanda. É banhada pelo Oceano Atlântico a oeste, pelo canal do Norte a nordeste, mar da Irlanda a leste e canal de São Jorge e mar céltico a sudeste e sul.

Visitamos alguns lugares da República da Irlanda e entre eles a pequena cidade de Athi que fica, distante de sua capital Dublin em torno de 80 km, ou seja, 1 hora e pouco de carro.

Possui um clima úmido e ameno, chegando em média a 4 graus no inverno e 16 no verão. Como em toda Europa, esse ano de 2018 no verão a temperatura estava mais alta.

Para se ter uma ideia, a Irlanda tem sido habitada há pelo menos 9000 anos. De acordo com registros históricos, diferentes povos habitaram esse país, tais como os Cruithne, Atácotos, Conmaicne, Eóganhachta, Érainn, Soghain, entre outros. Durante os últimos 1000 anos, foram influenciados pelos Viquengues e Normandos, sendo os Viquingues responsáveis pela fundação de vários portos, incluindo o de Dublin.

As cidades mais importantes do país são: Dublin, Cork, Limerick, Galway e Waterford. 

As línguas oficiais do país são o irlandês, língua celta nativa, e o inglês, considerada uma língua secundária. No ensino do país é obrigatório aprender o irlandês, embora o inglês é prevalente.

O catolicismo como religião, introduzida por São Patrício, é predominante no país, cerca de 78,3% da população, embora nos dias atuais, a imagem da Irlanda como um país devotamente católico vem sofrendo algumas modificações, onde a influência da Igreja é cada vez menor.

Educação e Cultura

A responsabilidade da Educação está sob orientação do governo, através do Ministro da Educação e Habilidades. São três níveis de ensino: primário, secundário e superior. O ensino é obrigatório a partir dos 06 anos e todas as crianças devem completar os três primeiros anos do ensino secundário até os 18 anos, onde devem passar por um exame de Cerfificado Junior.

A Igreja Católica é a patrocinadora de 92% das 3.300 escolas primárias da Irlanda. Quanto ao ensino superior, 37% dos irlandeses tem uma graduação. Para ingressar no ensino superior, é exigido o Leaving Certificate, o qual dependendo dos resultados obtidos os alunos serão encaminhados para ingresso nas 38 instituições de Ensino Superior, como a University College Dublin, o Instituto de Tecnologia de Dublin, a Universidade Nacional da Irlanda entre outras.

Na cultura irlandesa, há vários destaques mundiais na literatura, como James Joyce, por exemplo, considerado um dos melhores escritores do século XX. O famoso trevo de três folhas é um dos símbolos do país, onde São Patrício o seu padroeiro utilizou para explicar a Santíssima Trindade.  A cor verde é associada ao País e está presente da Bandeira da Irlanda, representando os cristãos Irlandeses.

O país ocupa o quinto lugar quanto ao assunto de igualdade de gêneros, considerado o país mais caridoso da Europa e o segundo do mundo. A pena de morte é proibida e a discriminação com base em características quanto a sexo, orientação sexual, idade, estado civil, religião, raça são ilegais.

A Irlanda também se tornou, por votação popular, em 2010, o primeiro país a reconhecer a união civil entre casais do mesmo sexo, sendo legalizado no ano de 2015. Outro destaque importante para a Irlanda é que foi o primeiro do mundo a introduzir um imposto ecológico para sacolas plásticas, em 2002 e a proibição de fumar em ambientes públicos em 2004.

Sobre a minha viagem

Chegamos em Dublin em uma segunda-feira, com atraso no vôo, e fomos recepcionadas por um amigo de meu marido que nos levou a conhecer o famoso fish and chips (peixe e batata fritas) de Dublin, visitados por muitas celebridades internacionais.

 

Passamos rapidamente por lá, no Leo Burdock e seguimos viagem até próximo a cidade de Athy, onde ficamos hospedados em um hotel maravilhoso, o Clanard Court Hotel, em torno de 6k de Athy, ao preço de 6 euros.

 

No final do post, você poderá ver um vídeo com mais imagens do hotel.

Cheguei em Athy  de taxi pela manhã e fiquei bem no centro da cidade, onde está situado uma praça que, naquele dia, estava acontecendo uma feira de artesanatos e bem próximo estava  o museu da cidade. Como adoro visitar um museu, foi para lá que me dirigi primeiramente

A cidade de Athy

Athy oferecia más condições de vida na período medieval o que dificultava atrair novos moradores. Para que fosse atraidos novos moradores anglo-normandos a permanecerem na área, foram oferecidas faixas estreitas de terra com o status de Burgess e as liberdades civis. No ano de 1331, Athy tinha apenas  dez Burgesses. Assim foi o início da pequena Athy.

 

Hoje Athy é uma pequena cidade localizada no sul de Kildare, com fácil acesso ao aeroporto e aos portos de Dublin e Rosslare.

A cidade é um centro comercial e o principal centro de crescimento em South County Kildare. No final dos anos 1800, a cidade desenvolvou-se em torno da rede de canais e indústria pesada. 

A principal linha ferroviária que liga Athy a Dublin e Waterford e o serviço de ônibus provincial, oferecem juntos um excelente meio de transporte de ida e volta a capital Dublin diariamente..

Em Athy você observa o passado e o presente, um pouco do rural e urbano. Embora eu não tenha visitado, está ali a famosa ponte sobre o Rio Barrow que é um símbolo da cidade.

 

Passei apenas algumas horas nessa cidade, mas a cidade patrimônio oferece vários passeios, como trilhas  próximas ao rio, oferece alguns festivais e celebrações, pesca, passeios a cavalo, tiro de arco. 

Todos os anos há vários eventos na cidade como, por exemplo, o famoso Festival Bluegrass, que acontece no mês de julho, com duração de três dias. Além de campos de golf há também em Athy uma boa escola de equitação.

 

O museu de Athy

O Athy Heritage Centre-Museum tem a única exposição permanente dedicada a Shackleton. Os destaques incluem um trenó e arreios originais de suas expedições à Antártida, um modelo de 15 pés do navio Endurance de Shackleton, uma exposição de fotografias exclusivas da família Shackleton e uma exibição audiovisual com o filme original de Frank Hurley da expedição Endurance. A Shackleton Autumn School foi criada para comemorar o explorador no condado de seu nascimento. Ele fornece um fórum para a discussão da exploração polar e a apresentação de trabalhos artísticos relevantes para Shackleton e exploração polar.

 

O Museu conta a história da cidade e região, bem como está ali vários objetos e dados sobre ErnestShackleton, nascido no condado de Kildare e que foi um personagem importante da história, por ter realizado algumas expedições a Antártica.

 

Sir Ernest Shackleton, o grande explorador polar, nasceu em Kilkea House, perto de Athy, condado de Kildare em 1874. Vindo de um fundo anglo-irlandês com uma forte herança quacre, ele é famoso por sua coragem, extraordinárias habilidades de liderança e sua contribuição geográfica. descoberta durante a era da exploração antártica nos primeiros anos do século XX.

Abaixo algumas fotos que fiz por lá. Caso queira fazer um tour por dentro desse museu acesso por aqui.

 

James Gordon Bennett, proprietário do New York Herald, apresentou em 1900 um troféu para uma corrida internacional de carros. A primeira corrida do motor Gordon Bennett ocorreu na França em 1900. Em 1902, a corrida foi vencida pelo inglês Selwyn Edge em seu carro napier e, de acordo com as regras da competição, a Inglaterra foi a anfitriã da corrida de 1903. Como as corridas eram proibidas na Inglaterra, os organizadores procuraram a Irlanda por uma pista de corridas apropriada e a legislação foi aprovada para permitir que a corrida acontecesse neste país.

Mais algumas fotos do museu

 

 

 

 

 

 

 

 

Saí do Museu, passei pela praça central e caminhei mais um pouco pela cidade. Passei por uma antiga Igreja para visitá-la mas, infelizmente estava fechada e só teremos a frente da mesma.

 

 

 

 

 

 

 

Parque da cidade próximo a cidade de trem

 

Esperando o trem para conhecer a próxima cidade

Abaixo o vídeo para que se tenha mais uma ideia sobre a pequena cidade medieval de Athy. Se você curte ver vídeos de viagens, estou postando em um canal no youtube, se inscreva por lá para dar uma forcinha. Obrigada.

Quando visitamos qualquer lugar novo é comum sair com a primeira impressão. Sempre gostei de conhecer e visitar cidades pequenas, mesmo no nosso país, acho que ainda a interação com as pessoas são mais acessíveis e mais receptivas.

Fiquei poucas horas nessa cidade e com alguns poucos contatos percebi que os moradores da cidade são bem receptivos e legais, característica do próprio povo irlandês. 

Viajar é sempre bom. Mas, se você já passou dos 50 anos, acredito ser a melhor hora para aproveitar um pouco da vida. Vale a pena pensar nessa possibilidade de investimento, digo investimento pois não vejo uma viagem como despesa em sua vida e, sem dúvida alguma, pensar seriamente em treinar ou iniciar um curso de inglês. Através da comunicação tudo se torna mais fácil, até se aventurar sozinha em viagens por lugares desconhecidos. Vale lembrar que um nível de inglês intermediário já te facilita bastante.

Era isso por hoje.

Obrigada pela sua visita. Você é sempre bem vindo(a) por aqui.

Um abraço.

 

 

Referências:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Rep%C3%BAblica_da_Irlanda