Decorador x designer de interiores x arquiteto

Oi Gente

Como consumidora, me despertou essa curiosidade, pois as vezes as profissões se misturam e a gente não sabe bem quem faz o que nessa área. Saiba você também…

blog assim eu curto decoração

Estava lendo outro dia que o profissional que antes era chamado de decorador, hoje é chamado de designer de interiores.  

A função do designer de interiores não é somente pensar na decoração propriamente dita, mas sim avaliar, analisar, dimensionar e criar ambientes para atender as necessidades do cliente.

Os ambientes podem ser residenciais, comerciais e públicos, com o objetivo de cuidar da funcionalidade dos ambientes, bem como garantir uma melhor qualidade de vida. Mas me chamou a atenção o fato que não é bem assim, cada um tem sim sua função, pois existem no mercado tanto o decorador,  como o designer de interiores, e também o arquiteto. Fui então pesquisar sobre o assunto e compartilho aqui com vocês…. (As fotos aqui gente, são apenas ilustrativas de algumas decorações que eu curto).

decoração classica

Não sou dessa área, porém gosto muito desse assunto como a grande maioria de nós, pois trata-se de assunto sobre os locais onde vivemos, trabalhamos e compartilhamos as nossas vidas, não é mesmo?

Afinal o ambiente onde circulamos nos fala muito de nosso comportamento, auto-estima, sentimentos, valores, história da família, principalmente aqueles ambientes que são nossos, como a nossa casa, o nosso escritório, o nosso quarto, a nossa área de lazer, o nosso sítio, a nossa chácara, o nosso apto, enfim lugares onde podemos dizer que tem o nosso jeito. Acredito que isso é muito importante para a qualidade de vida das pessoas.

A atenção que damos aos detalhes de nossos ambientes, não sei se concordam comigo, fica muito mais gostoso de estar neles. Sabe aquele dia em que sua casa passou por uma faxina e você deixa tudo arrumado, com flores novas, ou ainda você sabe que conseguiu arrumar um guarda-roupa e essas coisas que todo mundo sabe bem do que estou falando, é tudo de bom não é mesmo?

Então hoje trouxe aqui para vocês umas fotos de salas decoradas que eu curto. Na minha opinião, uma casa ou apartamento deve ter sua singularidade, onde você chega e pode dizer assim:  Nossa que legal como a casa do fulano ou da fulana tem o jeito deles. E que delícia poder fazer uma visita onde você é bem acolhido e leva junto um pouco da história da pessoa.

decoração assim eu curto 03

Hoje temos os profissionais que atendem nesse campo, mas nós como simples consumidores muitas vezes confundimos quem faz o que. O decorador, o Designer de Interior e o Arquiteto. Fui pesquisar sobre isso e encontrei no site da Conselho de Arquitetura do Piauí, uma definição que ficou clara para mim.

O decorador

 “O decorador é aquele profissional formado (ou não) em um curso de curta duração ou é um autodidata”. Não é nem preciso dizer que independente de ser um autodidata tem que no mínimo ter muito bom gosto e estar por dentro do que o mercado oferece nessa área, para atender os mais diversos tipos de clientes e bolsos.

Enfim, a sua colaboração se refere mais aos acessórios, móveis, espaço, harmonia, etc. Suas atribuições são muito restritas, pois seu conhecimento sobre vários componentes de uma obra é nulo. Sua função restringe-se à escolha de acessórios, móveis ou cores sem que altere fisicamente a obra. Não pode interferir no ambiente nem mesmo no detalhamento de mobiliários cuja atribuição é do designer de interiores.

  decoração assim eu curto

O Designer de Interiores 

De acordo com o Conselho do Piauí, o “designer de interiores, além do trabalho de decorador que vem ao final do projeto tem a função de elaborar o espaço coerentemente, seguindo normas técnicas de ergonomia, acústica, térmico e luminotécnica (é o estudo da aplicação da  iluminação artificial em ambientes internos e externos), além de ser um profissional capaz de captar as reais necessidades dos clientes e concretizá-las através dos projetos específicos”. Mas tem um detalhe muito importante com relação a esse profissional, pois seu trabalho restringe-se a ambientes internos. Ele pode também atuar junto a projetos de interiores, auxiliando os arquitetos na distribuição de espaços de acordo com as necessidades dos clientes.

blog da mari calegari decoração assim eu curto

O arquiteto 

É o profissional que tem a formação de 5 anos em arquitetura e urbanismo o que lhe permite uma atuação em um campo muito mais amplo, tais como: execução de desenho técnico, elaboração de orçamento, estudo e planejamento de projetos, execução de obras e serviços técnicos. 

Geralmente, é o primeiro profissional a ser procurado, após a sua decisão de construir um imóvel. Ele está apto a lhe informação sobre legislações, aspectos ambientais, topográficos. Seria o seu parceiro do início ao final da obra, para acompanhar toda a execução da obra, para que o projeto delineado junto com o seu cliente seja realizado de acordo. http://novo.caupi.org.br/?p=3217~ç

blog decoração assim eu curto

Com o passar dos anos a gente vai mudando, vai se transformando e aprendendo cada vez mais.  Afinal  nada é estático no universo. Nossas preferencias e gostos também vão sendo atualizados.  Mas, cuidado gente, tem alguns detalhes e objetos que fazem parte da nossa história e avaliar o significado disso é importante sim. As vezes um bichinho de pelúcia, uma peça ou um simples bibelô (onde muitos chamariam de “brega”) tem tanto significado para a pessoa que é melhor adequá-lo em algum lugar.

Um determinado objeto pode ter sido um presente de um amigo especial ou até mesmo pode ter sido adquirido pela pessoa e tê-lo com ela pode significar tantas coisas que esse objeto acaba virando um símbolo.

Estamos na época do descartável, tudo é descartável. As propagandas dizendo desapega, desfaça, e muitas vezes desapega não só dos objetos como também das pessoas. As vezes, fico pensando onde vai parar isso?

Sou de opinião que uma casa e uma decoração tem que ter um pouco da história das pessoas que ali residem.  Os objetos ali expostos, além de contribuir para a decoração, colaboram nesse sentido.

Acompanhar uma tendência, se adaptar a modernidade, se adequar aos novos lançamentos e instrumentos que nos facilitam a vida, é muito importante. Mas, daí dizer que tudo é descartável. Cuidado, muito cuidado com isso.

Hoje você pode estar no papel de descartar e amanhã ser o descartável. Que coisa mais gostosa que é casa de avó e avô. Por mais simples que seja essas casas nos acolhem com aquelas lembranças que permeiam esse ambiente. E que delícia quando você acha um tempo para conversar com as pessoas mais idosas e ir perguntando sobre pequenas peças ou objetos que estão por ali, até mesmo fotos, como eles gostam de falar a respeito.

9c1289850dfa98f128cc4a5fb6e085c5

Enfim gente, a modernidade chegou trazendo muita coisa boa para nós, mas não devemos nos esquecer que podemos sempre escolher. Aproveitar o que nos serve da modernidade, sem tirar a essência de nossas histórias, fazendo de nossos ambientes lugares acolhedores que atendam aos pequenos prazeres de nós seres humanos.

Te convido a dar uma olhadinha nesse post também:

Arquitetura x decoração x psicologia

Era isso por hoje.

Obrigada pela sua visita. Você é sempre bem vindo(a) por aqui.

Um abraço.