Arquitetura x decoração x psicologia

Oi Gente

Hoje resolvi escrever sobre a casa, nossa casa, sua casa, a casa de todos. A casa como moradia, a casa como convivência, a casa como sendo uma extensão daquilo que você e aqueles que a habitam são.

casa fachadas 01

A importância de uma casa

Quando estamos sendo gerados, a nossa primeira moradia é o útero de nossa mãe não é mesmo? É ali que iniciamos a nossa vida, em um lugar seguro, tranquilo, único. Lugar esse onde tudo que necessitamos está sendo provido na hora certa, no momento certo, na temperatura certa. Mas chega a hora que devemos sair desse lugar e vir para fora, encarar, enfrentar, conhecer, crescer, amadurecer, enfim nascer e viver .

Fala a verdade, é ali na nossa casa onde podemos ser nós mesmos, onde  podemos tirar as nossas máscaras. Como assim máscaras? Sim as máscaras  que a sociedade nos solicita que a coloquemos para viver dentro de um determinado “jeito certo de viver” a qual deram o nome de normal.

Sendo assim, seja o tamanho que for, o modelo ou material é alí na nossa casa onde queremos voltar depois de uma viagem, queremos chegar após o trabalho, queremos entrar quando lá fora está frio ou com muita chuva ou ainda quando é aquele dia que parece que tudo está dando errado.  É tudo de bom ter para onde voltar.

Aqui estou colocando essas fotos, selecionadas na internet, para demonstrar como cada um tem uma preferencia pelo modelo de sua casa, pela textura, pelo tamanho, a casa que enfim ele possa ter como ser humano, dentro das suas possibilidades.

Quando se fala tanto no valor de poder ter uma casa, é sem dúvida nesse sentido. Como viver sem o mínimo de segurança e proteção que uma casa nos dá? Os nossos ancestrais já saiam a caça e voltavam sempre para a caverna, não é mesmo?

fachadas de casa

Para se ter uma ideia, esse lugar é tão importante que entender esse ambiente e projetá-lo de forma a “preencher” de certa forma as necessidades de seus moradores, levou a união da arquitetura e a Psicologia nesse desafio, surgindo assim a “Psicologia da Arquitetura”, que hoje já não tem mais essa nome e sim “Psicologia Ambiental”. Essa Psicologia estuda a pessoa em seu contexto, a sua inter-relação com o ambiente, tanto físico como social.

fachadas casa 08

Estava lendo um texto sobre como surgiu esse enlace entre psicologia e arquitetura e de acordo com Canter & Craik, em 1981: ” O surgimento da “Psicologia da Arquitetura” se deu a partir da necessidade dos arquitetos de entenderem os requerimentos e as necessidades dos futuros ocupantes de grandes obras públicas vinculadas à re construção das cidades, uma vez que eles estavam acostumados a trabalhar diretamente com clientes privados (LANGDON, 1966 citado em CANTER E DONALD, 1986). E como eles tinham que proporcionar o maior número de habitações possível para acomodar os desabrigados da guerra, partiram para construção de blocos de apartamentos.

Diante desse contexto, se viram numa situação em que teriam que lidar com diversos clientes e atender a diferentes necessidades ao mesmo tempo. Além, é claro, de que a utilização de uma tecnologia relativamente nova no manejo dos edifícios pós-guerra iria requerer uma compreensão dos efeitos dos aspectos físicos do ambiente, tais como, a iluminação, conforto térmico, as funções das janelas, a falta de controle pessoal do ambiente sobre as atividades e o comportamento humano”.

fachada casa 03

A Psicologia Ambiental tem, como seu principal objetivo, analisar como o sujeito percebe e avalia o seu ambiente e como esse ambiente influencia o seu modo de se comportar, as condutas do mesmo, favorecendo alguns comportamentos e inviabilizando outros. Além de estarem preocupados com esse ambiente da casa, também se interessam com ambientes mais amplos onde o sujeito está inserido, como o bairro, a cidade, a região e o próprio país.

fachada casa inglesa

Há testes na área de psicologia, na área de personalidade onde o desenho de uma casa é utilizado para sua avaliação, é um teste muito aplicado aqui no Brasil HTP. De acordo com Julliane Callegaro Borsa, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, “O HTP foi criado por John N. Buck, em 1948, e tem como objetivo compreender aspectos da personalidade do indivíduo bem como a forma deste indivíduo interagir com as pessoas e com o ambiente. O HTP estimula a projeção de elementos da personalidade e de áreas de conflito dentro da situação terapêutica e proporciona uma compreensão dinâmica das caracteristicas e do funcionamento do individuo (Buck, 2003).

O instrumento é destinado a indivíduos maiores de oito anos e propõe a realização de três desenhos seqüenciais – uma casa, uma árvore e uma pessoa, os quais devem ser desenhados em folhas separadas, utilizando lápis e borracha. A aplicação propõe, também, que se realize um inquérito acerca de características e descrições de cada desenho realizado (Buck, 2003).”

fachada casa 02

A casa de campo, a casa na cidade, a casa nas montanhas, a casa no litoral, o apartamento na cidade, o trailer, o loft, a lona, de madeira, de concreto, de sapê. O certo é que nós seres humanos necessitamos um espaço delimitado onde possamos chamar de casa, de abrigo, onde nos sentimos abraçado.

casas fachadas 03

Assim, ao elaborar um projeto para sua moradia, ou mesmo ao decidir comprar um apartamento por exemplo, é muito importante pensar a respeito desse espaço e respeitar as pessoas que utilizarão esses espaços. Ouvir o cliente e entender o que ele realmente espera de um projeto, na minha opinião, é a parte mais importante nessa relação entre cliente x arquiteto x decorador. E é nesse momento que a psicologia traz suas contribuições.

Era isso gente, um pequeno post para podermos ter a ideia da importância do lugar onde escolhemos para viver e a sua influência sobre o comportamento de todos que ali habitam.

Voltei nesse post para deixar novas dicas de leitura:

Decorador x designer de interiores x arquiteto

10 dicas sobre mistura de cores na sua decoração

Decoração de Interior com um dos melhores da área John Saladino

7 ideias de decoração com pratos para você

Você gosta de azul e branco na decoração?

37 ideias para decorar a sua estante na sala de estar

Era isso por hoje.

Obrigada pela sua visita. Você é sempre bem vindo(a) por aqui.

Um abraço.

Referências:

http://dx.doi.org/10.1590/S1413-294X1998000100008

http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?pid=S1678-51771991000100008&script=sci_arttext

http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-04712010000100017