14 Brinquedos para você lembrar se já passou dos 50

Oi Gente

Estamos próximos a celebrar mais um Natal e essa data sempre nos traz lembranças passadas, de pessoas queridas, de natais que fizeram parte da história de cada um.  Como é bom passar um Natal, onde as crianças estão presentes para a alegria dos adultos

Me deu vontade de escrever e relembrar os brinquedos de antigamente, que você possivelmente também já os teve ou, quem sabe até mesmo seus pais…

Natal era uma data esperada e celebrada com as famílias, no dia certo, onde aquela espera fazia parte das fantasias infantis. Esperar o “Papai Noel”. 

Hoje de manhã, saí a procura de brinquedos para os filhos da nossa empregada (6 filhos-kkk) e confesso que me senti perdida entre tantas opções, e percebi o quanto, após os filhos crescerem, a gente acaba se distanciando dos brinquedos que fazem parte do desejo de cada criança em suas respectivas idades. 

As imagens dos brinquedos aqui expostas, pesquisadas na web, fizeram parte da minha infância e com certeza de alguns de vocês que passaram dos 50. E como cada imagem dessa nos remete a episódios e momentos vividos com eles. Quem sabe você também aproveita e faz uma viagem no tempo de sua infância…

Através das minhas amigas, vovós corujas, fico sabendo  que, quando a gente é vovó, tudo isso se renova. Acredito que seja verdade mesmo, mas, também confesso, que essa decisão caberá aos nossos filhos saber o momento certo de serem pais e nos darem os netos, que serão bem vindos quando eles decidirem.

Enquanto isso, é hora de viver o que temos para hoje, até porque o futuro, embora possamos desejar e planejar nem sempre temos como saber o que nos espera, não é mesmo? 

  A  famosa boneca Susi da minha época. Quanto brinquei com ela.

Vamos seguindo então gente, com os brinquedos da nossa geração. Alguns são clássicos que  ainda fazem parte da infância e adolescência  nos dias atuais.

Os brinquedos na vida das crianças são muito importantes. São colaboradores para o seu desenvolvimento psíquico. As crianças ao brincar estão elaborando e passando mensagens através das brincadeiras, daquilo que ainda não conseguem colocar em palavras. As crianças gostam de aprender com os brinquedos, por isso é natural quando elas já exploraram muito um determinado brinquedo, as vezes, o deixarem de lado.

Esse por exemplo era um brinquedo do meu irmão mais velho, mas que brincávamos junto.

Esse era o famoso Bat Beg. Meu Deus, essas bolinhas eram pesadas e, algumas até parecia vidro. Foram inúmeras vezes que os braços apareciam roxos, das batidas fortes.  E o danado causava dor, mas o prazer de brincar superava tudo.

O famoso feijãozinho, que bonequinho mais querido. Até hoje tenho um desses em casa. A carinha é muito fofa. Não sei se concordam comigo, mas as vezes nos deparamos com alguns brinquedos, hoje em dia, que acabam dando medo. (kkk)

Como era bom jogar esse jogo.

Esse já pertencia ao meu irmão caçula, mas também passou lá em casa.

As revistas Recreio, como gostava de recordar e montar a cada número. Era uma revista que trazia atividades para as crianças executarem. 

Os patins antigos, bem mais inseguros que os de hoje em dia.

Enfim, tantos outros brinquedos fizeram parte de nossa geração e colaboraram para a nossa formação. Não tem como não lembrá-los com um certo saudosismo e agradecer pelo fato de nossos pais, tios, avós, terem nos proporcionado, dentro da possibilidade de cada um, a oportunidade de tê-los como companhia no processo de nossa educação.

Já trouxe alguns posts por aqui sobre o Natal, caso você queira dar uma olhadinha: O primeiro cartão de Natal e também

Natal e a data de 25 de dezembro

 

Era isso por hoje.

Obrigada pela visita. Você é sempre bem vindo(a) por aqui.

Um abraço.