Dica de filme: Órfãos da guerra

Oi gente

Assisti esse filme e achei muito interessante e trouxe aqui para você hoje: Órfãos da Guerra. Um filme que nos mostra e nos faz pensar sobre a situação das crianças e adolescentes que perderam seus pais durante uma guerra…

 

 

O título Original:


Gênero: Histórico e Drama

 

Sinopse do Filme 

Um jovem jornalista inglês, Georgge Hogg  se desloca até a China com a intenção de cobrir a guerra naquele país. Mas eis que a sua estada por lá e todos os acontecimentos que se desenrolaram, após observar todas as atrocidades de uma guerra, o levaram a um orfanato onde se deu conta do sofrimento daquelas crianças e jovens. Georgg se sensibiliza, e com mais alguns profissionais que já estavam por lá com essa linda missão, junta-se a causa das crianças e tenta dar a elas a esperança de sobrevivência.

Quando soube que a guerra e as batalhas estavam se aproximando do local onde as crianças estavam alojadas, esse, em uma tentativa desesperadora de salvá-los, resolve tirá-los dali  com o mínimo de condições e fazer uma “trilha” de aproximadamente 1000 km, como se fosse a terra prometida. Percurso dificílimo e desafios enormes serão enfrentados.

Com essa missão e muito sofrimento, Georgg percebe que só um amor incondicional, um objetivo comum de sobrevivência,  a união do grupo, persistência o ajudarão a enfrentar momentos de dificuldades jamais imaginadas.

 

Direção: Diretor Canadense, nascido em 1945, Roger Spottiswoode

 

 

Atores Principais: 

Jonathan Rhy Meyers no papel de um jovem jornalista George Hogg

 

Michelle Yeoh – A Senhora Wang

Radha Mitchel como Lee Pearson

Chow Yun Fat como Chen Hansheng

Lee Guang como Shi-Kay

Nós brasileiros, pelo menos da minha geração para frente nunca passamos por uma verdadeira guerra, literalmente falando. Órfãos da Guerra é um filme que nos leva a reflexão sobre o sofrimento, sobre a solidariedade, fragilidade e principalmente a necessidade de afeto da espécie humana.

Enfim gente, embora o filme seja de 2008 é o tipo de filme que não perde o seu sentido, até porque é baseado em história real. No início, como a grande  maioria dos filmes, tem que ter um pouco de paciência para se situar, mas aos poucos ele vai nos levando para dentro das cenas. Achei muito linda a fotografia do filme e principalmente as mensagens que ele nos proporciona. Se você   aprecia esse gênero de filme e estiver sem nenhum palpite, fica aqui a dica.

Era isso por hoje.

Obrigada pela visita. Você é sempre bem vindo(a) por aqui.

Um abraço.

 

Referências:

http://www.adorocinema.com/filmes/filme-123255/

Fotos disponíveis no Google