Dia do Aniversário

Oi Gente

Hoje vim aqui falar com você sobre esse dia. O dia em que você nasceu, o dia em que eu nasci. Na realidade a gente vê comentários sobre esse dia e diferentes opiniões a respeito, não é mesmo? Não sei se você concorda comigo mais vamos lá. Nas minhas observações sobre esse dia, a gente percebe vários comportamentos de cada um:

  • Tem aquela pessoa que quer ficar quietinha como se quisesse que todo mundo esquecesse o seu dia;
  • tem aquela que sai comentando e falando para todo mundo que hoje é o dia do seu aniversário, se sentindo a melhor pessoa do mundo;
  • tem aquela que uma semana antes já começa a avisar e pedir para que ninguém se esqueça da sua data;
  • você já percebeu que tem gente que “odeia”, acho que essa é a palavra mais certa que cante o famoso parabéns a você e o povo assim mesmo insiste?
  • já tem outros que comentam que nunca recebeu uma flor em seu aniversário;
  • outro ainda que nunca ninguém fez uma surpresa em seu dia de aniversário;
  • outro que quer reunir o máximo de pessoas para comemorar o seu aniversário;
  • tem aquele que dá um jeito e oferece a festa da comemoração;
  • como tem aquele que convida todo mundo para o seu aniversário, mas deixando bem claro que cada um paga a sua despesa;
  • tem aquele que quer passar sozinho com seu amor;
  • tem aquele que diz que não quer nada, mas no fundo fica esperando sim alguma coisa;

 

Enfim, sobre esse dia você vai ouvir, presenciar cenas, e poder também verificar como as pessoas se comportam diferentes e o que é o significado do dia do nascimento para cada um.

Dizer quem está certo ou quem está errado na forma como pensam e querem viver o seu dia de aniversário, não nos cabe aqui julgar não é mesmo?

O que é o certo ou o errado?

Mas por que falar disso aqui hoje?  É que ontem foi o meu aniversário = dia 22/11/2015 e acreditem parece que nesse aniversário algo de estranho aconteceu comigo, ou de diferente que resolvi postar aqui com você.

Me dei conta que estou com 54 anos. Gente esse negócio de idade é muito esquisito, não com o significado esquisito em espanhol, o esquisito da nossa língua mesmo.

Esquisito você pensar que já passou de 1/2 século e a questão tempo, nos deixa uma sensação as vezes esquisita:  me parece tanto tempo, e ao mesmo tempo, não parece que o tempo passou. Essa sensação do que é o tempo para cada um também merece um post em outro momento.

Enfim, comemorei somente com a minha família esse ano, pois sou daquelas que curto e gosto sim de comemorar o aniversário, pois a comemoração para mim tem um significado de agradecimento, agradecimento por mais um ano de vida, por mais um ano vivido, uns anos vivido mais tranquilo, outro ano vivido com maiores desafios, mas chegamos a mais um ano e por isso estamos aqui vivos e devemos sim comemorar.

Como disse não cabe aqui avaliar o por quê de cada um ter lá o seu jeito de pensar sobre esse dia. Apenas temos que respeitar as diferentes formas de pensar.

A noite,  quando entrei no meu Facebook, fiquei surpresa com tantas felicitações que recebi e juro comecei a chorar, por perceber o quanto sou e fui agraciada pelas pessoas que fizeram e fazem parte da minha vida. Cada um que eu lia e agradecia pela lembrança, eu olhava na fotinho e lá tinha uma história da minha vida com essa pessoa, uma mais de passagem só, ou de encontros rápidos, outros que me acompanham e acompanharam a vida toda, outras que tivemos épocas diária de convivência. Gente que saudades de tudo e de todos.

Esse ano, outra coisa que me emocionou foram as minhas duas filhas. Pois, mesmo na minha comemoração simples com a família, me dei conta que as duas a Gabi e a Malu, arrumaram tudo, foram atras de tudo, organizaram. A Malu com o namorado arrumou o salão do prédio, bem bonitinho. Meu marido que fez questão de estar esse final de semana comigo, mudando suas programações de trabalho. São essas pequenas formas de carinho nesse dia que fazem a diferença. Gente fazia tempo que eu não ria de conversa a toa, como ri nesse aniversário. Sabe aquelas conversas que não se leva a nada, mas que só quem participa da roda sabe do que a gente está falando. Conversas que a gente ri da gente mesma, dos furos que cada um dá no seu dia a dia, dos verdadeiros balões, daquelas falas que sai da sua boca e você pensa assim: Por que eu falei isso? Nossa que sem noção e não tem mais como recolher. Gente eu sou perita com as minhas pérolas, em dar uns balões maravilhosos…

Enfim, fiquei lembrando de quantos aniversários preparei para os meus três filhos, aquela correria de mãe e de pai em dia de aniversário de filhos. Quanto ar dentro dos balões que hoje o pessoal enche com aparelhos kkk e hoje são eles que já estão  lá, preparando as coisas para gente. Quanto ao João, que  não pode estar aqui comigo esse ano, arrumando e preparando o meu aniversário, sei e conheço bem o meu grande incentivador quando estou nem querendo alguma coisa e quando estou junto, imagina alguém que se sente carregada ao colo, é assim que me sinto com o João Henrique. Obrigada filho. Saudades louca de você…

É gente acho que esse niver foi diferente, porque pela primeira vez estou sentindo que já se passaram 54 anos, juro, para mim, bem vividos e aproveitados como pude e que a partir de hoje quero que no mínimo essa data seja dobrada e para isso vou tentar, (tentar porque nunca fiz promessas, pois me conheço bem e acabo não cumprindo),  fazer a minha parte para que isso aconteça.

Agradeço de coração, e do fundo da alma (como diz a minha querida tia Luzia) a todos os meus familiares, amigos, amigas, amigos dos meus filhos por estarem comigo nessa passagem aqui por esse mundo.  Afinal somos o que somos, nas trocas que temos com as pessoas que fazem parte dessa viagem por essa terra.

 

 

Amo todos. Obrigada por tudo.

Era isso por hoje gente.

Obrigada pela visita e obrigada, mais uma vez,  por todos aqueles que me dão muito carinho.

Um beijo.