Por que gostamos mais de determinados objetos?

Oi Gente

Hoje vim aqui para falar de um objeto que faz parte, com certeza, de nossas vidas e gente nem percebe como eles nos servem e participam de nossas histórias. Um exemplo claro disso, são as xícaras, cada uma do seu jeito e modo de ser produzida como as de barro, de louça, de ágata, de porcelana, de aço, de aço inóx, enfim xícaras com as mais diversas utilidades que elas sempre nos proporcionam….E para mim é um tipo de objeto que curto bastante, por isso resolvi postar aqui sobre elas hoje…

St, Leonards Burslem trio #Tea #cup & #Saucer:

Nós seres humanos, vivemos rodeados de objetos e utensílios que nos acompanham no dia a dia, e que estão ali presentes no nosso cotidiano e nem sempre observamos ou nos interessamos em saber como ele surgiu, por que está ali e qual a sua importância em nossas vidas. Mas,  se você pensar bem,  verificará que tem determinados objetos que contam histórias, que te remetem a cenários que só você sabe o valor que tem. Por isso sempre digo sobre a importância da singularidade, como que cada pessoa, cada animal, cada objeto enfim, tem lá seu valor. Valor esse que cabe a cada sujeito definir para si. Você com certeza sabe bem do que estou falando. Por isso aquilo que para você pode parecer um “caco-velho” não julgue pelo outro, o valor simbólico pode não ter preço.

Museu Kerameikos

Já na Grécia antiga haviam objetos semelhantes as xícara como tigelas com alças.

Como eu disse, talvez por gostar muito de porcelana e da pintura em porcelana tenha surgido ai o meu gosto também pelas xícaras e olha que nem gosto de chá e café, mas do objeto onde eles são servidos gosto muito. Talvez  pela variedade de cores, dos estilos, dos  materiais que são fabricadas, por elas guardarem algum charme específico e, ainda,  contarem  histórias de vários períodos de tempo. Assim também será com os objetos que,  hoje em dia, são utilitários para nós e em algum dia no futuro farão parte de museus  que ajudarão a contar a história desse momento em que vivemos.

Resultado de imagem para antiquários xícaras

Quem já não escutou alguma história de família onde se fala sobre algum objeto ou utensilio que isso foi da minha bisavó, foi da minha avó. Histórias do tipo: Nossa como ela cuidava desse jogo, por exemplo, e não deixava ninguém usar.  Esses objetos muitas vezes acabam virando símbolos dentro de uma família, pois eles retratam e relembram a passagem de alguém querido em nossas vidas.

Resultado de imagem para antiquários xícaras

Acho que as xícaras além dos produtos em si e da diversidade que elas apresentam o que é interessante que ao serem utilizadas  como em um chá ou um café, ela nos remete a algum tipo de encontro, de receptividade. Até mesmo se você tem um costume de tomar um cafezinho sozinho, ela está ali sempre a te servir como uma companheira,  de dias felizes e talvez de dias tristes quem sabe. A xícara ali se encontra sempre pronta a servir quem dela precisar, sem nada dizer, sem nada cobrar.

 

VINTAGE LOVELY CABINET TEACUP & SAUCER FRAGONARD PANELS GOLD BEADING (demitasse?):

Com o hábito de tomar chá trazido da china para a Inglaterra, as xícaras na Europa fazem parte da cultura Inglesa. As primeiras de porcelanas vindas para a Inglaterra do oriente não eram bem assim como as que conhecemos hoje. Eram maiores conhecidas com o nome de Bown, ou como as nossas tigelinhas pequenas.

Half Price Haviland Sale - Antique Haviland Limoges Handled Soup Cup & Saucer Pink Floral Gold - C

Os objetos são tão importantes em nossa vida que um bom número de antropólogos culturais são capazes de reconstruir “a organização social de um grupo humano a partir dos objetos que se preservaram. Assim, observando potes, instrumentos rudimentares para tecer, caçar ou pescar, pode se ficar sabendo como os homens de antigamente viviam o seu dia-a-dia.” (Graça Proença)

ROYAL VIENNA PORCELAIN GOLD WASHED CUP & SAUCER EARLY 19th CENTURY:

“A história do chá se iniciou na antiga China há 5.000 anos. De acordo com a lenda, o jovem imperador Shen Mong era um hábil soberano, criativo cientista e também patrono das artes. Seu avançado senso de organização, entre outras coisas, determinava que toda e qualquer água, para ser ingerida, deveria ser fervida, como precaução higiênica. Certo dia, durante o verão, quando visitava uma região distante de seu império, ele sua corte pararam para descansar. De acordo com suas ordens, quando os servos ferviam a água para consumo dos membros da corte, folhas secas de um arbusto próximo caíram sobre a água fervente e um líquido de coloração castanha começou a infundir-se na água. Como era cientista, o imperador se interessou pelo novo líquido, bebeu um pouco e o considerou muito refrescante. E então, de acordo com a lenda, foi criado o chá. O seu consumo se espalhou pela cultura chinesa, alcançando todas as classes da sociedade.”

 

Royal Vienna Style Asti Lady "Charme" Cup & Saucer @ 瓷海無涯 :: 隨意窩 Xuite日誌:

“Muitas lendas relatam a possível origem do café. Uma das mais aceitas e divulgadas é a do pastor Kaldi, que viveu na Absínia, hoje Etiópia, há cerca de mil anos. Ao ver a agitação das cabras de seu rebanho após a ingestão de alguns frutos do cafeeiro, ele provou os frutinhos avermelhados, comprovando seu poder excitante. Kaldi comentou sobre o comportamento dos animais com um monge da região, que decidiu experimentar o poder dos frutos. Ele começou a utilizar os frutos na forma de infusão, percebendo que a bebida o ajudava a resistir ao sono enquanto orava ou em suas longas horas de leitura do breviário. Esta descoberta se espalhou rapidamente entre os monastérios, criando uma demanda pela bebida. As evidências mostram que o café foi cultivado pela primeira vez em monastérios islâmicos no Yemen”.

Ana Rosa:

“Xícaras desenhadas especialmente para café, chocolate ou chá começaram a aparecer na Europa no século XVII. Essas bebidas eram muito caras e os primeiros utensílios eram feitos de prata, para as pessoas mais ricas. O uso da prata era, entretanto, inviável, porque o líquido quente deixava as xícaras também quentes e difíceis de serem manuseadas. O arquit4eto inglês Robert Adam, em 1750, preocupado e incomodado com as pessoas queimando os dedos, sugeriu ao seu amigo, o ceramista Josiah Wedgwood, a colocação de alças nas tigelas. Estava criada a xícara de chá como a conhecemos. A firma Wedgwood & Sons, fundada em 1759, prosperou e ainda hoje fabrica peças de porcelana (ou faiança). Na medida em que a cerâmica era desenvolvida, no século XVIII, as xícaras de prata começaram a desaparecer.”

19TH CENTURY ROYAL VIENNA PORCELAIN CUP AND SAUCER:

Royal Vienna Porcelain gold washed cup

“No período de 1700 havia, em toda a Europa, centenas de casas de café e chocolate, onde as pessoas podia se encontrar para discutir as novidades do dia, encontros políticos, combinar casamentos, jogar e muitas outras atividades. Dizem que a mundialmente conhecida companhia de seguros Lloyd’s of London Insurance Company começou a ser pensada em um encontro em uma Cafeteria. Outra história conhecida é que os planos para a Revolução Americana eram discutidos na Merchants Coffeehouse em New York em 1738”.

 

 

Resultado de imagem para xícara agata

Xícara de ágata, muito utilizada no Brasil, e até hoje faz sucesso em alguns lugares para um bom café.

 

Modelo de xícara chinesa

“O aumento da popularidade do chá e do café levou-os a serem consumidos nas casas, tornando-os acessíveis aos homens comuns e aumentado a indústria da porcelana através do mundo.
Até 1800 as famílias abastadas brasileiras importavam sua louça (porcelana) diretamente da Inglaterra e da França. Com a vida da família real portuguesa e sua corte em 1808, vieram também as porcelanas finas e pratarias usadas na Europa”.

Você sabia que em Natal no Rio Grande do Norte tem um museu das xícaras?

Foto do Museu da Xícara de Natal

Pois é gente eu também não sabia, mas no Brasil existe um museu das xícaras em Natal no RN, e lá tem histórias interessantes dos doadores das xícaras para o museu.

O endereço do Museu é: Rodovia BR 101, km 105 s/n  Qd 04 e 05 – Lote 140 – Bairro Nossa Senhora Apresentação

59.115-001 – Natal-RN

Se você também se interessa pelo assunto esses dois sites tem muito coisa legal a respeito.

Tea Cups:

Então gente, por que gostamos mais de determinados objetos? Se pensar bem eles sempre te dizem alguma coisa. Pense no seu preferido e o que ele tem a ver com a sua história de vida, com certeza você saberá responder.

Era isso por hoje gente.

Um bom chá ou café para você.

Um abraço.

Referencias:

Museu das Xícaras

http://sohxicaras.blogspot.com.br/2009/12/origem-das-xicaras.html

Museu das Xícaras

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

 

.

.