A história e fotos do Santuário do Bom Jesus da Lapa

Oi Gente

O post de hoje é para falar um pouco sobre esse Santuário. Aqui em casa a gente gosta de visitar lugares que diz da cultura do povo local, como forma de entender  e compreender um pouco sobre o que cada região e alguns lugares específicos, bem como a forma de viver da população local. É lógico que um olhar, de quem é de fora, nem sempre condiz com a realidade. Mas esse tipo de percepção como também é singular acaba sendo interessante… 

dsc07996bom-jesus-10

O nosso país é muito grande, com uma diversidade incrível em suas diferentes regiões. A gente aqui do sul, nem sempre tem a oportunidade de conhecer as belezas, bem como as tristezas e realidade do povo brasileiro, principalmente daqueles que estão mais distantes de nós. Um país onde a distribuição de renda é tão divergente, infelizmente, não tem como evitar tal disparidade da forma de viver de seu povo.

dsc07995-fotos-santuario

O meu marido é um viajante nato, anda para todos os cantos desse país e também por outros lugares fora do Brasil. E, como um bom viajante, sempre traz em sua bagagem de volta algumas  histórias de viagem, com fotos, que dividem com a gente.  As fotos que trago aqui foram tiradas por ele e um pouco da história desse Santuário, pois não estive com ele nessa visita. Como achei interessante, resolvi postar aqui para você.

dsc07998-bom-jesus-3

De acordo com informações, recebidas por lá, dizem que esse Santuário é o terceiro do Brasil mais visitados pelos romeiros católicos. O primeiro é Aparecida do Norte, situado na cidade de Aparecida no interior do Estado de São Paulo e, o segundo, o Santuário de Padre Cícero Romão em Juazeiro do Norte, no Estado do Ceará.

dsc08054-bom-jesus-9

A HISTÓRIA DO SANTUÁRIO DE BOM JESUS DA LAPA

Os dados dessa história é o que está lá apresentado no Santuário. Aqui apenas estou transcrevendo a mesma. ok? 

“A gruta foi descoberta em 1691, pelo português Francisco Mendonça Mar, que viajou de Salvador às margens do Rio São Francisco, aos pés do morro Itaberaba. Lá dentro, encontrou uma cavidade ideal para colocar a cruz que trazia e aí começou uma vida de eremita. No ano de 1702, a pedido do arcebispo da Bahia, Dom Sebastião Monteiro da Vide, foi para Salvador preparar-se para o sacerdócio. Sendo ordenado como padre Francisco da Soledade, voltou a Lapa onde viveu até 1722.”

dsc08007bom-jesus-5

“A cidade do Bom Jesus da Lapa começou sua existência à sombra do Santuário do Bom Jesus. Na data em que o monge chegou, havia entre o morro e o Rio São Francisco apenas algumas palhoças de Índios Tapuias. Mas, com o tempo, foram morando perto do lugar, onde se achava a imagem do Bom Jesus.”  

dsc08016-bom-jesus-6

“Graças as constantes peregrinações que se transformaram em permanentes romarias, o povoado foi crescendo, tornando-se vila em 1870, sendo emancipada em 31 de agosto de 1923 pelo Governador J.J. Seabra” (SEGURA, 1937, p. 35). 

dsc08036bom-jesus-7

“Margeando o Rio São Francisco, bem no sertão baiano; aí é que se localiza o Santuário do Bom Jesus da Lapa. Vê-se um imponente, um maciço de calcário, de 90 metros de altura, recortado em galerias e grutas. De cor cinzenta o penhasco carrega em si a vegetação comum da região castigada pela seca. O morro parece um retalho de montanha calcária, isolado no meio de uma planície, com a base quase dentro da água e a margem coroada de cactos, bromélias de espinhos e minaretes de formas diversas”.

dsc08039bom-jesus-8

“Nele se encontram várias grutas: A do Bom Jesus com 50 metros de comprimento, 15 de largura e 7 de altura; o da Soledade, maior em extensão (com mais de 1.000 m² e, além disso, para admiração dos romeiros e visitantes existem ainda outras duas grutas menores”. (KOCIK, 1988, P.82).

dsc08000-bom-jesus-4

Uma pequena vista da cidade

dsc0799711

Enfim gente, o objetivo do post foi trazer rapidamente por aqui mais um Santuário do nosso País, onde o povo brasileiro recebe inúmeros visitantes.

 

Era isso por hoje gente.

Obrigada pela visita. Você é sempre bem vindo(a) por aqui.

Bom domingo a todos. Um abraço.