Origem do Chapéu e suas curiosidades

Oi Gente

Já faz alguns dias que estou com vontade de escrever sobre a história do chapéu. Ai eu mesmo me pergunto por que me vem essa vontade de pesquisar a história dos produtos que a gente usa, ou usaram em algum tempo da história, sei lá, já falei por aqui que gosto de escrever ou postar aquilo que me dá vontade e é sobre isso que resolvi hoje.

Agora o mais engraçado de tudo isso, e é bem o que dizem mesmo as pesquisas sobre as conexões que fazemos nos cérebros de coisas já vividas no passado, é que quando comecei a buscar sobre esse assunto duas coisas me ocorreram na minha cabeça, ao mesmo tempo, foi incrível.

Primeiro veio uma foto de minha avó nos anos vinte usando um chapéu bem típico da época que compunha o traje completo de uma roupa mais social e, logo em seguida, me veio essa música na cabeça, que eu devo ter aprendido no início da minha infância.

 

Em Sintonia Com a Moda: Chapéus Femininos (L.O.):

Os anos 20 foi marcado pelo uso do chapéu, tanto na moda masculina quanto na feminina.

anos 20 - Pesquisa Google:

 

1920's Plus Size Fashion in the Jazz Age:

Para você que também tem em torno de meio século de existência como eu, deve se lembrar, dessa musica que me veio a cabeça nesse momento em que escrevo aqui no blog:

O meu chapéu tem três bicos

Tem três bicos o meu chapéu

Se não tivesse três bicos

O chapéu não era meu

Essa música é bem daquelas que você fica cantando a mesma coisa o tempo inteiro. Sabe daquele jeito parecido 1 elefante incomoda muita gente, 2 elefantes incomoda incomoda muito mais, 3 elefantes incomodam muita gente, quatro elefantes incomodam incomodam incomodam incomodam muito mais. (estou rindo aqui sozinha de me lembrar o quanto a gente cantava isso, principalmente quando saímos de ônibus com várias crianças em campeonatos de natação).

 

Boina:

A famosa boina, utilizada por homens e também mulheres atualmente.

A história do Chapéu 

Há 4000 anos a.C. pode-se dizer que foi a primeira ideia do surgimento futuro do chapéu, tudo começou com um pedaço de tecido para amarrar o cabelo, como uma fita ou bandana,  que provavelmente foi daí que continuou essa fita em volta do chapéu, como conhecemos até hoje.

Depois foi a vez do surgimento dos turbantes, coroas e tiaras, que foram utilizadas por pessoas nobres como distinção social, mas aos poucos esses acessórios colocados na cabeça foram sendo utilizados não somente pela nobreza, mas sim para todas as pessoas que dele pudesse fazer uso. Na segunda guerra mundial, devido a dificuldades das artistas principalmente poderem manter seus cabelos sempre arrumados, foi grande a utilização dos turbantes como forma de se manter um visual elegante.

“Não se sabe exatamente a origem do turbante, que pode ter surgido no Oriente ou na África. (…) Persas, anatólios, lídios, árabes, argelinos, judeus, tunisianos aparecem com turbantes, utilizados de várias maneiras, bem antes da era cristã. Na Índia, o turbante também foi amplamente usado através dos séculos. O interessante é que entre os povos antigos, o adereço era predominantemente exibido por homens”.

 

 

.

Carmem Miranda, a brasileira que fez fama mundial com seus magníficos turbantes, é a brasileira que teve sua marca registrada com o uso dos mesmos.

Pétaso – era esse o nome do primeiro chapeu que se tem registro na história.

Pétaso

 

Mas gente o primeiro chapéu ou acessório da cabeça com uma cara de chapéu foi esse ai, utilizado em torno de 2000 a.C. pelos gregos, como forma de cobrir e proteger a cabeça e de fácil utilização e retirada rápida da cabeça também. É um tipo de chápeu que sobreviveu até a idade média (476 a 1453). Esse modelo de chapéu foi também utilizado pelos etruscos e romanos. Ele era feito primeiramente de feltro, depois passou a ser fabricado também de outros materiais como couro ou palha.

 

 

 

Outro fato importante que devemos mencionar por aqui foi que na Antiga Roma em torno de 1000 a.C., o uso dos chápeus não eram permitidos para os escravos. Esses quando eram libertados, podiam utilizar de um chapéu parecido com um boné, em forma de cone, com a ponta caída para um lado) o que significava que era um escravo liberto. Esse modelo de chapéu é semelhante ao barrete.

 

Durante a Revolução Francesa (final do século XVIII) esse tipo de gorro, chamado de de “Bonnet rouge” foi utilizado como símbolo do partido republicano. Na idade média vão aparecendo diversos tipos e modelos de chapéus, utilizados pelas diferentes classes sociais.

Idade Média:

O uso do chapéu inicialmente era usado somente pelos homens, sendo a partir do século XVIII iniciado o uso pelas mulheres, já com vários adornos, como flores, fitas, bordados e as criações foram acontecendo no mundo da moda, sendo o chapéu em determinados momentos um acessório indispensável, compondo o traje. Mas antes da criação dos chaéus femininos como conhecemos, eles passaram por uma evolução também. Um exemplo são esses:

Hennins e Bicorniums (para as mulheres) 

Porém na Idade Média as mulheres utilizavam alguns adornos na cabeça como os Hennins e bicorniums – que eram utilizados pelas senhoras da alta nobreza. Isso acontecia na moda do século XV. O hennin parecia um “cone de sorvete”  invertido que era colocado na cabeça e a partir dele saia um véu fininho. Depois foram se diminuindo o estilo desse cone no final desse século.

Quanto aos bicorniuns, são os chapéus abaixo do lado direito, o próprio nome diz bi (dois bicos) eles eram como os hennins porém menores no tamanho, mas agora era dois.

alguns tipos em 1510

 

A Venetian Nobleman, ca. 1510 (attributed to Vittore Carpaccio) (1455-1526) Norton Simon Museum, Pasadena, CA F.1965.1.012.P

 

Gian Giorgio Trissino, 1510 by Vincenzo Catena, ca. 1470-1531 Teatro Olimpico, Vicenza

 

A Man, possibly Girolamo Benivieni, ca. 1510 (Ridolfo Ghirlandaio) (1483-1561) The Clark Art Institute, Willliamstown, MA, 1955.939

A evolução dos modelos dos chapéus com o passar dos tempos.

Idade média:

 

Boinas

Após o período da Renascença (século XV e XVI), período de grandes descobertas na história e desenvolvimento em todas as áreas de conhecimento, os chapéus também acompanhavam esse momento. Na Itália, berço do renascimento, surgem as boinas que até hoje é muito utilizada, não somente na Itália como em todo o mundo, tanto por homens, quanto por mulheres.

 

Período da Renascença a boina utilizada por Henrique XVIII, rei da Inglaterra a qual era enfeitada por pedras e broches.

 

Primo de Henrique VIII – com uma boina diferente.

Geralmente são feitas de lã, que surgiu em razão de os combatente de blindados não se sentirem bem com uso de gorros. Além do uso militar, ela foi muito  utilizada pelos pintores e é um complemento do traje típico escocês.

 

 

Essa foto de “Che” Guevara, o médico argentino e guerrilheiro cubano, o uso da sua boina é uma marca bem característica de Che.

Aqui no Brasil, é muito utilizada principalmente pelos gaúchos, provavelmente devido ao frio e também pela facilidade de uso, melhor que os chapéus maiores.

Seeking out Gaucho themed art. Love these. Slightly worried I am leaning towards to much Black and white imagery, Must use bright colours to make the grey POP!:

gauchos | uruguay:

Tricórnio

Esse tipo de chápeu meio estranho chamado tricórnio – o seu uso durou mais de um século e foi muito utilizado como fazendo parte de uniformes.

A parte de trás desse chapéu, é no mínimo engraçada, mas ele foi um emblema na guarda espanhola, fazia parte do uniforme de gala.

Cartolas

“Durante a Revolução Francesa (1789-1799), quando as vestimentas foram influenciadas de modo a torná-las mais simples, surgiram os chapéus de copa alta de formato côncavo, que se desenvolveram até darem origem às Cartolas.”

 

A a partir de 1900, o chapéu feito de feltro era o mais popular, chamado e conhecido de chapéu Côco, com seus diversos modelos e cores. Com o passar do tempo os chapéus masculinos foram sendo cada vez mais criados, e adaptados de acordo com a necessidade. Chapéus de couro, de palha, do tipo marinheiro.

As mulheres e seus chapéus na Renascença

Eram utilizados na cabeça um tipo de gorro como adorno, eles podiam ser enfeitados, com bordados, rendas, pedrarias, etc.

renascimento moda pt.pinterest.com:

 

 

Era Vitoriana – 1837 a 1901 Essa era é conhecida como Vitoriana devido a rainha Vitoria da Inglaterra. Foi um período de grande prosperidade para a Inglaterra e ascensão da classe média.

Beautifully styled, great pose. x HCora Urquart Brown-Potter, American stage actress - c. 1880s SyTyCs.:

O uso do chapéu feminino com seus maravilhosos adornos nos diversos materiais que era presos com grampos, alfinetes. Era peça fundamental compondo o vestuário.

Elegant Lady with Parasol:

 

Elenos Parčevskienės (1877–1941) portretas | Nežinomas fotografas:

Logo no final desse período já se inicia o período conhecido como Belle Époque,  no final do século XIX e início do século XX, que foi até a primeira guerra mundial em 1914. Esse período foi de grande desenvolvimento na cultura e ocorreram transformações nas formas de pensar a vida. As mulheres com os volumosos penteados da época, havia necessidade de chapéus maiores que pudessem cobrir os penteados e nesse sentido a criação de diferentes chapéus fazia parte do cotidiano da moda.

1911:

 

Régina Badet, Belle Epoque French Theatre Actress in Romantic Parisian Fashion Costume by Henri Manuel, Original 1900s Rare Photo Postcard:

Século XX

Os chapéus já fazem parte da cultura mundial, sendo que os chapéus masculinos foram aos poucos se adaptando as épocas mas chega na era moderna e continua até os dias de hoje, com alterações discretas e menores inovações se comparadas com as criações destinadas aos chapéus femininos.

Côco Chanel, em torno de 1909, começou a fazer seu nome no mundo da moda através da abertura de sua loja de chapéu, onde desenvolvia novidades e criações sobre os mesmos, e seu estilo foi aos poucos sendo divulgados e apreciados cada vez mais no mundo da alta costura.

Algumas celebridades mundiais, fizeram uso e divulgação do precioso acessório que complementa o visual de quem os usa.

 

 

E assim gente, o chapéu permanece atual ainda hoje, sendo que o seu uso é extensivo a toda a humanidade e a todas as classes sociais, pois ele não serve apenas como acessório, ou enfeite, mas sim tem a função de proteção, principalmente nos países tropicais, contra o sol e nos países onde o clima é muito frio, ele faz o papel de cobrir a cabeça contra os ventos e friagem, sendo considerado um acessório de segurança de trabalho em alguns casos.

Devido ao mais variado estilo de diferentes materiais com os quais os mesmos são confeccionados atualmente, ele pode também ditar a classe social em que se encontra o usuário de determinado estilo de chapéu, seja ele feminino ou masculino.

Assim, o nosso amigo e companheiro, chapéu, boina, boné, teve e continua tendo sua evolução em nossa história. Use e abuse desse acessório que pode marcar um estilo todo próprio e ousado de ser.

Algumas dicas básicas para usar os chapéus

Traje esportivo: Poderá ser usado um chapéu panamá, que poderá ser usado em um passeio durante o dia, com camisa, short e sandálias sem salto.

Traje moderno: Se você quiser fazer um estilo mais moderno, o modelo de feltro é bem vindo no frio, aproveitando do estilo Boho muito utilizado em festivais.

Traje social em casamentos: Deverá ser usado quando o casamento é  ao ar livre, no período da manhã. Usar de preferencia vestidos sem brilho e com a cor que esteja em harmonia com a roupa. Nesse tipo de traje, o chapéu será o grande destaque de sua roupa.

“O chapéu com abas largas fica chiquérrimo em casamentos diurnos, assim como o modelo casque. Os demais tendem a ser mais informais, agregam estilo e personalidade para proteger do sol ou frio”.

Era isso por hoje.

Obrigada pela visita. Você é sempre bem vindo(a) por aqui.

Um abraço.

 

 

Referências:

http://www.chapeusriobranco.com.br/paginas.asp?id=12

http://dirtybackstage.blogspot.com.br/2012/03/historia-boinas.html#.VkqllvmrSUk

http://www.eyeonspain.com/blogs/iwonderwhy/11562/Why-do-they-wear-that-hat—Spains-first-police-force.aspx

http://modahistorica.blogspot.com.br/2013/05/o-seculo-xviii-e-xix-diretorio-imperio.html

//www.monlook.com.br/regarde/chapeu-como-e-quando-usar/#sthash.Wxz2PJ0s.dpuf