Quem foi Dener na história da moda brasileira

Oi gente

O objetivo do post de hoje é dividir aqui com você, um pouco sobre a história da moda brasileira. Quem foi Dener na história da moda brasileira?

Gosto muito de pesquisar sobre a história da moda, por entender que a moda está diretamente ligada a todos os fatores sócio-econômicos e culturais de cada época.

Assim, veja a seguir um pouco da pesquisa que fiz sobre quem foi Dener, considerado um dos mais importantes estilistas brasileiros, que começou a criar uma moda genuinamente brasileira.

Foi ouvindo as mulheres, respeitando nossos valores e necessidades que ele proporcionou a possibilidade para que pudéssemos deixar de apenas copiar ou importar a moda do exterior.

O post apresenta um pouco sobre sua história para que possamos ter uma ideia da sua trajetória. ok?

Estilista brasileiro – Dener | Senhoras na Moda
Via google imagens

Quem foi Dener Pamplona de Abreu, considerado um dos pioneiros da moda da alta-costura aqui no nosso Brasil.

Durante muitos anos na história da moda, principalmente a moda europeia é quem ditava as regras também por aqui, tendo como destaque, a moda Francesa. Os lançamentos aconteciam por lá e aqui se copiava a moda internacional.

Foi Dener quem iniciou a mudança dessa história. As suas criações eram voltadas para a mulher brasileira, vivendo em um clima tropical. Ao ouvir suas clientes brasileiras, o que gostava, idade, tamanho e dando lugar a essa escuta, ali estava ele a desenhar e a criar a moda visando fugir das cópias internacionais.

Um pouco de sua biografia

Soure (Pará) – Wikipédia, a enciclopédia livre

No cantinho vermelho no mapa do Brasil, lá no Estado do Pará, na cidade de Souré, no dia 03 de agosto de 1937, nascia Dener.

Casa Canadá

Aos 08 anos de idade, com sua família, Dener deixa sua terra natal e se muda para o Rio de Janeiro e aos 11 anos começa a desenhar seus primeiros modelos, quando foi trabalhar na famosa Casa Canadá, uma botique destina a classe alta, fundada nos anos 30. “(…) Vindas de uma família de imigrantes italianos de Petrópolis, as irmãs diziam viajar a Paris até cinco vezes ao ano. Assim, de lá traziam os modelos dos estilistas mais renomados da época, como Christian Dior e Cristóban Balanciaga“. https://www.fashionbubbles.com/historia-da-moda/dener-pamplona-de-abreu/1703/

Casa Canadá – via Pinterest

Denner e um pouco de sua trajetória profissional

O MAIOR ESTILISTA BRASILEIRO – Dener Pamplona de Abreu – Mulheres do Mundo  Chic

Em 1950 coube a ele criar o vestido de debutante de Danuza Leão (irmã de Nara leão e uma ex-modelo brasileira que também foi modelo profissional em Paris). Nesse mesmo ano foi trabalhar em um ateliê renomado de Ruth Silveira, onde ali aprimorou seus desenhos.

Série Avenida Paulista: Quinzinho, Denner, McDonald's e Savoy

Em 1954, Dener vai para São Paulo onde trabalhou na Boutique Scarlett e, três anos depois, ele abriu seu próprio ateliê – Dener alta-costura, na praça da Republica. Desse momento em diante, sua carreira decolou, recebendo vários prêmios e sendo conhecido pelos meios de comunicação. Logo mais, seu ateliê foi transferido para a famosa avenida Paulista.

Em 1960, “lançou modelos de noiva para propaganda e modelos para a linha Café da Rhodia; participa de Festival da moda de Matarazzo-Boussac”.

Dener 1960 – Via Pinterest

Em 1962, sua “coleção Poema (cujos vestidos têm nomes dados por Lupe Cotrim) viaja pela Europa, EUA e América do Sul; cria modelos para Brazilian Nature de Rhodia; veste a miss brasil 62; realiza desfiles no Fazano e Jockey Club”.

Dener foi o escolhido como estilista da primeira dama do Brasil

Musas dos Anos 60 | Primeira dama, Jacqueline kennedy onassis, Moda  brasileira

Maria Thereza Fontella Goulart, com apenas 25 anos, era esposa de João Goulart que foi presidente do Brasil no período de 1961 a 1964 e foi considerada como uma das mais belas primeira-dama do mundo.

Maria Thereza Goulart, a primeira-dama do país e da moda brasileira

Em 1963, Dener foi escolhido como o estilista da primeira-dama a qual o tinha como um amigo também.

Ainda nesse mesmo ano, além de outros trabalhos, vale destacar a apresentação de sua coleção Prêt-à-porter ( roupa feita industrialmente em série, de boa qualidade, e geralmente assinada por um estilista da moda) na embaixada brasileira em Roma, em um evento A Moda Brasileira e aqui no Brasil, na cidade do Rio de Janeiro, desfila sua linha Dener 64, na Sociedade Hipica Brasileira.

Em 1964, em Las Vegas, nos Estados Unidos, vence um festival Internacional de Moda, cria a coleção Brazilian Style em parceria com a Rhodia, cria sua etiqueta de prêt-à-porter Dener-Montricot, com tecidos em malha e passa a ter um programa na TV Itacolomi de Belo Horizonte: “Dener é um Luxo”.

Em 1965, lançou coleção de verão de alta-costura, realizou desfile no MAM-Rio de Janeiro, lança coleção para a Feira do Atlântico, em Punta del Leste e ainda lançou uma linha de meias femininas.

Dener se casa em 1965

A vida de Dener nas décadas de 1960 e 1970 - Jornal O Globo

Em 1965, Dener se casa com Maria Stella Splendore, uma de suas manequins que desfilava para ele nas passarelas. Porém, quatro anos mais tarde esse casamento chegaria ao fim.

Com Maria Stella tiveram dois filhos: Frederico Augusto e Maria Leopoldina.

Maria Stella com uma das criações de Dener

Em 1966, cria fantasias para o Carnaval, promoveu desfile no Copacabana Palace e se encontra com o estilista Pierre Cardin, em São Paulo na IV feira de Couro.

Dener Pamplona de Abreu: vida e obra do pioneiro da moda brasileira -  Biografias
Dener padrinho de casamento de Elis Regina

Em 1967, foi padrinho de casamento de Elis Regina com Ronaldo Bôscoli e a presenteou com o vestido de noiva. Participou do I Festival Nacional de Alta-costura, durante a Fenit e no Rio de Janeiro, participou do September Fashion Show.

Em 1968, o estilista fundou “Dener Difusão Industrial da Moda”, considerada a primeira grife criada de moda brasileira.

Dener com sua esposa

Em 1970, participou como jurado do Programa Flávio Cavalcanti.

Revista Manequim de 1972 – via Pinterest

Nos anos seguintes, escreve sua autobiografia: “Dener – Luxo” e escreve, ainda, um livro sobre Curso Básico de corte e costura.

Em 1975, Dener casa-se novamente, agora com uma de suas clientes Vera Helena Carvalho, casamento que terminou em 1977.

Dener 1975 – Via Pinterest

Em 1976, Dener fecha seu ateliê, porém continua atendendo suas clientes em casa.

“Clodovil Hernandes, Ronaldo Ésper e também Anna Frida, José Nunes, César, Fernando José Amalfi, se reúnem com Dener, em sua casa, a fim de discutirem a importação e contrabando de etiquetas e, como resultado, Dener propõe a criação de uma Câmara da Alta-Costura Brasileira, no entando nada se decide”. http://mimo.org.br/ANTIGO/dener_pamplona.php

Veja abaixo alguns vestidos de noivas criados por Dener:

Dener: vestidos de noiva

Lendo uma reportagem do Jornal o Globo, achei interessante e vale a pena a leitura caso queira saber um pouco mais sobre o estilista, mas vi essa definição de Dener, que deixo aqui para você: “Ele sempre gostou de criar polêmica, falar frases de efeito, e ninguém sabia o que era verdade ou não. Era um personagem mesmo. Ao mesmo tempo que transmitia superioridade, também fazia uma ponte com o passado — explica a professora do departamento de Artes e Design da PUC-Rio Silvia Helena Sares.

Algumas de suas frases

  • “A mulher chique fica bem com qualquer trapinho”;
  • “Mulher bonita sem dinheiro só serve para manequim”;
  • “A mulher realmente refinada se veste para si mesma. Até quando faz a maior faxina, está sempre arrumada”;
  • “Eu criei a moda brasileira, um estilo próprio, nosso que fez com que as grandes senhoras do país não precisassem mais se vestir na Europa”.;
  • “Eu gosto de gente, mas acho multidão sempre cafona. Multidão só é boa quando aplaude”.;

Infelizmente, o pioneiro da moda brasileira, faleceu muito jovem por cirrose hepática. Alguns dizem que tinham problemas com o alcoolismo o que é negado pela sua mãe que diz ter tido hepatite.

A morte precoce de Dener

No dia 09 de novembro de 1978, com apenas 41 anos ele faleceu e no pouco tempo de vida nos deixou uma história marcada pelas suas produções, criatividade e principalmente por dar uma nova “cara” para a moda brasileira. Fico imaginando o quanto poderia ter feito a mais pela moda brasileira se pudesse ter tido uma vida mais longa.

Enfim, espero ter respondido a pergunta: Quem foi Dener na história da moda brasileira? Foi simplesmente o pioneiro que escutou, visualizou e se permitiu a criar a moda para a mulher brasileira e merece, sem dúvida, nossos aplausos e agradecimentos.

Se você, assim como eu, também curte conteúdos da história da moda, te convido a dar uma olhadinha em outros posts que já trouxe por aqui. Vou deixar alguns, mas tem muitos conteúdos aqui no blog ok?

História da Moda – O início do uso das roupas

Como eram os vestuários da Europa bárbara?

História da Moda – Indumentária Greco-Romana

História da moda de 1940 a 1950

História da Moda de 1950 a 1960

Fatos e fotos da moda entre 1910 a 1920

Fatos e fotos da moda de 1920 a 1930

História da Moda – de 1970 a 1980

História da renda e modelos para você se inspirar

Calça jeans e sua popularidade

Era isso por hoje.

Obrigada pela sua visita. Você é sempre bem vindo(a) por aqui.

Um abraço.

Referencias:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Dener_Pamplona_de_Abreu#Origem

https://www.google.com/search?q=Pr%C3%AAt+a+porter&rlz=1C5CHFA_enUS856US856&oq=Pr%C3%AAt+a+porter&aqs=chrome..69i57j0i22i30l9.4818j1j15&sourceid=chrome&ie=UTF-8

http://mimo.org.br/ANTIGO/dener_pamplona.php

https://spcity.com.br/serie-avenida-paulista-quinzinho-denner-mcdonalds-e-savoy/

https://oglobo.globo.com/ela/desfile-com-roupas-ineditas-faz-legado-de-dener-ser-recuperado-16950398

http://silvinhapalivanas.blogspot.com/2009/11/frases-de-dener.html