17 Curiosidades sobre banhos na história

Oi Gente

O post de hoje tem como objetivo trazer aqui para você 17 curiosidades sobre banhos na história, de uma forma rápida para que se possa, apenas, ter uma pequena ideia sobre a história dos banhos. 

Uma pesquisa, realizada por 6.600 participantes, online, realizada pela euromotor.com, os brasileiros estão entre os povos mais cheirosos do mundo. Fizeram parte dessa pesquisa 16 países. Mas até o banho tem história para contar…

Tomar um banho, nem sempre, foi tão fácil como hoje em dia. Divido aqui com você essas curiosidades citadas no livro das curiosas do Marcelo Duarte e Inês de Castro, da ed. Panda Books de 2013.

17 CURIOSIDADES SOBRE BANHOS

 

  1. Na antiguidade, para poder falar aos deuses, era preciso se banhar em água pura.
  2. Os egípicios se banhavam, em média, 3 vezes ao dia, onde os servos se revezavam trazendo água fresca em jarros.
  3. Na Grécia, os banhos eram alternados entre água quente e fria, em locais públicos destinados para esse fim.
  4. O povo que mais se dedicou à arte de banhar-se foram os romanos, onde os banhos públicos podiam se misturar homens, mulheres, escravos, imperadores, prostitutas. Era um local de reunião e debates, e nesses locais, os políticos encontravam uma forma de testar sua popularidade.
  5. Somente nos anos 60 d.C. Nero, com a finalidade de organizar os banhos públicos, construiu entradas separadas para homens e mulheres, uma tentativa que não deu muito certo.
  6. No ano de 117 d.C., outro imperador romano, Adriano, resolveu alternar os horários dos banhos para homens e mulheres. Os banhos públicos todos frequentavam nús e o povo reclamava da libertinagem e dos gastos realizados com os banhos públicos.
  7. No ano de 320, as mulheres foram proibidas a irem as termas, pelo fato de perturbarem a ordem.
  8. São João Crisóstomo, patriarca de Constantinopla, condena de vez o banho, no final do século IV.
  9. Do século V a X, o banho de corpo inteiro era realizado somente algumas vezes ao ano, sendo substituído pela lavagem das mãos e rosto. Quando era o momento do banho de corpo inteiro, a família se reunia e na mesma tina e com a mesma água, todos tomavam banho, sendo reservado o primeiro banho ao homem e o último as crianças.
  10. Os cavaleiros medievais, a partir do século XI, redescobriram os banhos. Eram construídas, dentro dos palácios, banheiras com diferentes tamanhos e formatos. Ali, os lutadores ao voltarem de suas batalhas se banhavam com com suas criadas.
  11. No século XII, na cidade Alemã de Baden-Baden, as mulheres usavam um tipo de camisolão para se banharem. Os banhos eram privados, em galerias, onde os homens jogavam moedas as mulheres mais bonitas do alto da galeria. Quando as mesma baixavam para pegar as suas moedas, exibiam o que eles queriam ver.
  12. Em Paris, no século XIII, os banhos eram oferecidos e cobrados por pregoeiros, os quais ofereciam água quente. Um banho a vapor tinha o custo equivalente ao valor de 4 pães, o que representava a alimentação de uma família de 6 pessoas durante a semana;
  13. Durante o período da peste negra, em 1347, o banho foi banido.
  14. No século XIV, com a finalidade para disfarçar os odores e fugindo dos banhos, por medo de engravidarem pelos espermas deixados na água, as mesmas utilizavam uma bola de âmbar ou um maço de flores, ao sairem as ruas.
  15. No século XVIII, após a morte de Luís XIV, os espaços públicos retornaram a partir de 1750. Os barcos apresentavam cabines de banho e a água era bombeada do rio Sena, virando moda em 1761.
  16. Em 1885, em Paris, foi inaugurada a primeira piscina pública da cidade. Nas casas, surgiram as banheiras portáteis onde, na hora do banho, eram colocadas na sala. Após o banho ter sido finalizado, os criados entravam e carregavam as banheiras ainda com água e despejavam suas águas pela janela ou porta, diretamente na rua.
  17. Quando havia falta de água se criavam novos rituais secos de limpeza para manter a higiene.

Enfim gente, estou lendo esse livro sobre curiosidades e, aos poucos, vou dividindo algumas delas aqui com você. Por que 17 curiosidades? Porque gosto do número 17 e acredito que, com esse número de informações,  dá para se ter uma pequena ideia de como alguns costumes tão triviais, hoje em dia, também tiveram um percurso na história.

 

Era isso por hoje.

Obrigada pela sua visita. Você é sempre bem vindo(a) por aqui.

Um abraço.