27 looks para mulheres estilosas acima dos 60 anos

Oi Gente

O post de hoje traz aqui para você 27 sugestões de  looks para mulheres estilosas acima dos 60 anos. São sugestões de looks que pesquisei na Web e que nos mostra que é possível sim ser estilosa em qualquer idade. Por que não? Afinal, acredito que a nossa forma de se vestir é onde podemos ter a maior liberdade de escolha. Ou seja, vivemos em um mundo cheio de regras, obrigações, mais deveres do que direitos. Até mesmo porque os nossos direitos,  quando podemos usufruí-los há a necessidade de buscá-los e lutar por eles.

Mas, agora a partir dos 50, 60, 70 ou mais, penso que a forma de se vestir pertence a você. Quem está certo ou quem está errado? O que está certo para você pode não estar para o outro.  

Como já disse por aqui, não sou da área da moda, mas é um assunto que gosto de pesquisar, ler, visualizar e quando acho algo legal, gosto de dividir aqui com você. E aproveito esse post, ainda, para refletir junto a você que me visita por aqui sobre algumas questões da terceira idade….

Helen Mirren – 71 anos

Mas, mesmo assim, escolhendo aquilo que gostaríamos de usar, as vezes bate aquela insegurança quanto a não ser ridícula, não estar fora da moda e essas coisas que permeiam a maioria da cabeça de nós mulheres. 

Já fiz alguns posts sobre looks por aqui, caso você goste do assunto:

30 Looks confortáveis para mulheres acima dos 50 anos

45 looks elegantes para tamanho GG

50 Looks clássicos e elegantes

10 looks de festa para mulheres acima dos 50 anos

Sobre o envelhecer

Algumas pessoas não aceitam a idade ou a conotação de ser “velho(a)”, idoso (a). O nosso país, considerado como um país jovem, está passando por transformações onde ter que lidar com o grande número de idosos, as estatísticas vem demonstrando isso e chamando a atenção para esse fato, vem fazendo com que tanto indústria, comércio, instituições, repensem essa realidade.

 Não é raro perceber os maus tratos e as indiferenças com pessoas que já passaram de uma certa idade e que necessitam de um maior tempo para realizar as suas tarefas cotidianas. Um lugar onde observo isso constantemente é nos bancos, quando as pessoas com mais idade, com certa dificuldade com as novas tecnologias, solicitam a atenção dos mais jovens para que possam realizar determinadas funções. Isso é triste, é necessário entender que a velhice chegará para todos. E que bom que ela possa chegar, não é mesmo? Acolher o idoso é uma questão de educação.

Há alguns ditos no senso comum sobre a velhice, como alguns citados abaixo, que associam o idoso(a) a algo pejorativo (depreciativo, desagradável), e por que não discriminatório:

  • “É melhor ser velho que morrer novo”;
  • “Queda de velho não levanta poeira”,
  • “Velho não se senta sem “Ui!”, nem se levanta sem “Ai!”
  • “Quem gosta de velho é reumatismo, rede, cadeira de balanço, fila do INSS”;
  • “Não há moço doente, nem velho são”;
  • “Não há sábado sem sol. Nem jardim sem flores. Nem velhos sem dores. Nem moças sem amores”.;
  • “Saúde de velho é muito remendada”;
  • “Quem gosta de velho é museu”;
  • “Velho? Só vinho, perfume, dinheiro e viúva rica”.

Que horror! As gerações passadas e os idosos atuais são os responsáveis pela construção desse país, o mínimo que merecem é respeito.

Sou da opinião que caberá a nós mudar esses ditos preconceituosos. Afinal somos de uma geração que vem ao longo do tempo quebrando todos os paradigmas e só quem lutou por isso sabe o que significa.

E assim, a luta continua com o foco o dirigido a questão  do preconceito contra os idosos e seu direito de participação ativa na sociedade. É preciso estar em movimento sempre.

Essa geração atual de idosos brasileiros, são os mais afetados pela “violência” contra a forma de relacionamentos entre o jovem e o novo. É preciso repensar essa convivência, uma vez que o Brasil está envelhecendo e esse espaço social deverá ser dividido entre jovens e idosos de uma forma que essa convivência venha a somar, onde a experiência, sabedoria e conhecimentos  dos idosos possam contribuir com a impulsividade, inexperiência e falta de humildade, em alguns jovens. 

Nos países mais desenvolvidos, principalmente na Europa, os idosos já encontram o seu espaço mais respeitado na sociedade. Aqui no Brasil, onde uma população não acostumada com essa convivência, fez com que se criasse inclusive o Estatuto do Idoso, onde ali se garante o direito dos idosos. Direitos esses que nem sempre são respeitados, principalmente por aqueles que foram vítimas de uma má educação.

A próxima geração de idosos será aquela de nós cinquentões, que devemos sim ajudar a conscientizar a nossa população sobre essa melhor forma de convivência, onde todos podem ganhar com isso.

Mas, como o objetivo inicial do Post é sobre sugestões de looks para mulheres acima dos 60 anos com estilo, vamos ver outro lado dessa questão. Ou seja, aproveitar dessa fase da vida para nos permitir vivenciá-la da melhor forma possível, fazendo jus a tão famosa fase dita como “a melhor idade”.

A melhor idade. O que é isso?

Aí você que talvez pense nessa idade, com preconceito ou dificuldades de entendê-la, poderá pensar como ser a melhor idade, uma vez que existem tantas perdas com o passar do tempo?

Confesso que também não entendia essa frase “a melhor idade” até fazer os 50 anos. Mas, a cada ano que passa, percebo que realmente podemos estar na melhor idade, desde que possamos refletir sobre esse novo momento em nossas vidas.

Se você percebeu por aqui, os looks estão sendo apresentados por senhoras estilosas, na sua maioria, acima dos 65 anos e/ou alguns anos a mais. Isso equivale a dizer que o fato de ter passado dos 60 anos, com algumas limitações provenientes da sua história de vida, não equivale a dizer que os anos vindouros não possam ser vividos de uma forma diferente daquelas que, talvez, sua mãe, tia, avós, viveram. Essa geração pode-se dizer que tem o compromisso de quebrar os paradigmas sobre essa questão da terceira idade.

Vamos citar aqui, como exemplo, alguns ganhos que se tem após essa idade, até porque as perdas cada um já conhece as suas, não é mesmo?

  1. Que bom poder chegar nessa idade, quando alguns já não tiveram esse privilégio, em um país como o nosso;
  2. Idade, para aquelas que criaram seus filhos, de poder vivenciar com eles adultos, talvez não tão presentes como gostariam, mas sabendo que isso não significa um abandono e sim uma separação necessária para o crescimento dos mesmos;
  3. Aqueles(as)  que foram profissionais ou fizeram outras escolhas, que não a da maternidade, talvez  possam rever sua trajetória e desfrutar de novos momentos de uma forma mais tranquila e/ou mais voltada para si e para seus desejos;
  4. Alguns(as) já podendo curtir  a chegada dos netos, que são o grande motivo para querer se cuidar para acompanhar o crescimento dos mesmos, entendendo que a função de avó é como colaboradora e não mais como mãe;
  5. É nessa idade que já se pode permitir a fazer, dentro do possível, aquilo que se deseja; desde cuidar melhor da sua saúde, como desfrutar daquilo que conquistou até aqui;
  6. Ter uma visão positiva da velhice, lhe permitirá usufruir daquilo que em outros momentos, mesmo com menor idade, não lhe era permitido talvez devido aos desafios que tiveram que enfrentar para chegar até aqui;
  7. Para as casadas, com seus maridos, é o momento de retornar, repensar e juntos poder trilhar novos caminhos mais direcionados um ao outro;

 O que seria então ter um estilo, ou criar seu próprio estilo

Procurei alguns conceitos sobre a palavra estilo e trago aqui para você refletir comigo se é isso que pensa ou concorda a respeito. Até porque a partir dos 60 anos, já se pode ter os seus próprios conceitos sobre o que se pensa sobre a vida.  A sua experiência de vida, já lhe permite isso, não é mesmo?
Sobre Estilo Gloria Kalil, uma referência em moda no nosso país, já disse em uma determinada propaganda que anotei há vários anos que:

“A moda faz parte da época, o estilo faz parte de você”.

“Estilo é o modo de dizer ao mundo que você é única”.

Somos seres singulares e gostamos de ser reconhecido como tal. Observa-se uma tendência nos adolescentes em estar na moda, em buscar a moda como forma de se posicionar ou ser recebidos dentro dos grupos sociais, como se estar dentro da moda, possa significar também estar dentro dos grupos de relacionamento dessa idade. A Adolescência é o período onde a necessidade de pertencimento a um grupo social é de fundamental importância. Paciência e entender essa fase faz parte, também, uma vez que já passamos por isso.

Assim, a forma de se vestir está diretamente relacionada a questão da aceitação dentro dos determinados grupos sociais. Sendo assim, observa-se diferentes modos de se vestir para determinadas ocasiões, ou seja, a roupa do trabalho, a roupa da academia, a roupa social, a roupa casual e que, geralmente está relacionada a faixa de idade da pessoa.

Pode-se dizer que quando se trata de estilo é algo diferente, ou seja, é poder bancar um estilo próprio de se posicionar e marcar sua presença, respeitando seu modo de pensar, de se vestir, ou seja está mais diretamente relacionado ou supõe-se que a pessoa já tenha uma consciência melhor de si, de seus desejos, de suas preferências, daquilo que lhe agrada e não que agrada aos outros.

Constanza Pascolato é natural da Itália e aos 06 anos veio para o nosso país e é outro ícone da moda Brasileira. Gosto muito de seus livros e dessas duas definições dela:

 

 

Então gente, vamos continuar agora só com fotos que considero como mulheres estilosas na forma de se vestir. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixo aqui para você esse vídeo da Fernanda Montenegro que acho fantástico sobre o envelhecer.

Enfim gente, o objetivo do post foi trazer para vocês essas 27 sugestões de looks para você acima de 60 anos, e para concluir podemos pensar: Qual é o melhor estilo para essa idade?  O melhor estilo, sem dúvida alguma, é o seu. 

 

Era isso por hoje.

Obrigada pela visita. Você é sempre bem vindo(a) por aqui.

Um abraço.

 

 

Referencias:

https://www.mensagenscomamor.com/mensagem/186476