Sequoias e o Castelo Barroco da Ilha Mainau na Alemanha

Oi Gente

O post de hoje se refere a continuação de um que fiz por aqui,  anteriormente, sobre as belezas dessa Ilha Mainau que está situada na Alemanha, entre as fronteiras da Suíça e Áustria. Como o parque é muito grande e apresenta várias belezas, decidi dividir o post em duas partes para que você possa ter uma idéia, através das fotos, do que o mesmo oferece. Um passeio imperdível por aquela região. Esse passeio foi realizado em fevereiro de 2017…

Se você está chegando por aqui pela primeira vez, o primeiro post sobre esse maravilhoso parque, na Ilha Mainau, junto ao Lago Constança, na  Alemanha está aqui no blog:

Ilha Mainau no Lago Constança na Alemanha

E o trajeto que fizemos da Suíça até chegar nesse parque:

18 fotos do trajeto entre Suiça e a Alemanha

Dando sequencia então ao primeiro post acima, seguimos caminhando pelo parque, chegamos no espaço onde estão as lindas árvores antigas, algumas com mais de 150 anos, conhecidas como Sequoias. Esse parque oferece uma variedade de atrações para o turista, jardins das tulipas, das dálias, das rosas, casa das palmeiras,  jardim das plantas aromáticas, passeios para crianças, parques, jardim dos insetos e, ainda o Castelo Barroco, que não é permitido visitar por dentro, pois é moradia da família real da Suécia.

Que árvores são essas?

As Sequoias são conhecidas também como arvores gigantes.  “A Sequoia-gigante é a maior árvore do mundo em termos de volume. Ela atinge em média de 85-115 m de altura, e 8-12 m em diâmetro. A Sequoia-gigante mais velha conhecida possui 4.650 anos de idade e se encontra no Parque Nacional da Sequoia, na California.

Já estive nesse parque nos EUA, aquilo é uma loucura pois lá estão inúmeras arvores como essas. Gente imagina um lugar lindo, então é o tipo de lugar que você conhece e fica se perguntando: como pode a natureza nos presentear com tantas maravilhas como essas. Nesse parque dá-se a impressão que você está na terra dos gigantes.

Mas voltando aqui para o nosso passeio, o número desse tipo de árvore, embora seja bem menor, elas estão lá glamurosas e nos fazendo pensar sobre o quanto somos tão pequenos diante delas.

Aqui meu marido, Ademir Calegari, agrônomo diante de uma delas. Acredita piamente na energia que a natureza nos oferece. Fica encantado cada vez que se encontra com esse tipo de árvore.

“A casca da sequoia é fibrosa, com sulcos, podendo chegar a 60cm de espessura na base do tronco. Uma casca assim fornece uma excelente proteção contra fogo. As folhas são como as filhas dos pinheiros, com 3-6 mm, fazendo uma espiral nos brotos.”

“As sementes vêm em cones, e cada cone têm em média 230 sementes de cor marrom-escura, cada uma com 4-5mm de altura e 1 mm de espessura, possuindo umas “asinhas” marrom-amarelas de 1 mm. As sementes são carregadas pelo vento quando se desprendem do cone”.

Continuamos o nosso passeio, pelos caminhos bem sinalizados do parque e fomos na direção do Castelo Barroco, que pertence a família real Sueca.

 

 

Nesse parque também acontece alguns casamentos, tem espaço reservado para isso e disponível para aqueles que querem se casar nesse local maravilhoso. A nossa visita foi no mês de fevereiro de 2017, como mencionei acima, inverno na Alemanha, por isso a Ilha, conhecida como a ilha das flores, nesse momento não apresentava ainda as belezas da primavera e verão.

 

 

 

Achei muito bonito os detalhes desse portão.

Castelo Barroco – Um pouco da Suécia no Parque

Caminhando pelo parque fomos conhecer o Castelo Barroco que é da família real da Suécia, os Bernadotte. Na realidade alguns da família residem lá, então o castelo não é aberto a visitação.

 

O Cavalo de Dalarna – Símbolo do reino da  Suécia

Logo na chegada, próximo ao castelo, está presente o símbolo do reino da Suécia, o Dalahorse ou cavalo de Dalarna. “O Dalahorse ou cavalo de Dalarna (privíncia da Suécia) nasceu em pequenas cabanas ao redor do fogo em noites longas de inverno intenso no interior da Suécia há 400 anos. Cavalos eram talhados em madeira com pequenas facas como brinquedos de crianças. A imagem do cavalo sugeria força e coragem”.

“Mas, foi em 1939 na Word Wxhibition em Nova York que o pequeno e colorido cavalo se tornou conhecido em todo o mundo. O cavalo gigante de Darla foi colocado do lado de fora do pavilhão da Suécia causando sensação em todos que visitavam a exposição. Durante o ano da exposição mundial e no seguinte, mais de 20 mil Darlahorse foram enviados para todo o mundo. E a partir daí tornou-se o símbolo do reino da Suécia”.

 

Fiquei sabendo que esse castelo tem em torno de 100 quartos

 

Foto do Pinterest com o mesmo local florido

A Igreja Barroca do parque. Estava em reforma, não a visitamos por dentro.

Entramos nessa parte do prédio, onde é aberta a visitação. Aqui tem um pequeno restaurante, loja de souvenirs e o Ateliê da duquesa.

A Duquesa da Suécia Diana Bernadotte é uma designer famosa e conhecida pelos seus chapéus. Aqui nesse local está seu ateliê com alguns dos produtos criados por ela.

 

Aqui também tem um pequeno shopping com produtos de artes e artesanatos, produzidos na região.

Minha filha Malu que estava com a gente no passeio.

 

Imagina esse jardim florido

 

 

 

Aqui já começamos a avistar o famoso e lindo lago Constança

Enfim gente, a Ilha Mainau, no inverno, mesmo sem as maravilhosas flores pelas quais ela é conhecida de muito visitada, foi um passeio incrível, com amigos em uma manhã fria, onde pudemos ter uma ideia desse lugar único nesse cantinho da Alemanha

Caso queira mais informações é só visitar o primeiro post que fiz aqui sobre essa Ilha e também alguns outros posts sobre a Alemanha, fica aqui as sugestões:

Ilha Mainau no Lago Constança na Alemanha

Castelo Berlepsch da idade medieval na Alemanha

Witzenhausen – Alemanha 

Obrigada pela visita. Você é sempre bem vindo(a) por aqui.

Um abraço.

 

 

Referencias:

http://www.viajaracavalo.com.br/colunas/historias-e-tradicoes/dalahorse-o-cavalo-simbolo-da-suecia/