Ilha Mainau no Lago Constança na Alemanha

Oi Gente

Hoje então trago aqui no post para você um pouco da famosa Ilha Mainau no Lago Constança (em alemão o nome é Bodensee) que está localizado nas fronteiras entre Alemanha, Suíça e Áustria. É aqui também que está a segunda maior casa de borboletas da Alemanha, além do Castelo Barroco e o ateliê dos famosos chapéus da condessa da Suécia Diana Bernadotte.

Fizemos esse passeio em 25 de fevereiro de 2017 e divido aqui com você algumas fotos que fiz por lá e um pouco sobre esse lindo local que é visitado, por milhares de pessoas, principalmente no verão e primavera Europeia.

Acabei decidindo em dividir o post, pois são muitas fotos desse lugar. Então gente, vou colocar por aqui um pouco da beleza do parque e a casa das Borboletas, que é a segunda da Alemanhã e depois trago em um próximo post as lindas Sequóias (árvores gigantes da Ilha e o Castelo Barroco da família Sueca. ok?

 

Estávamos hospedados na cidade de San Galo (St. Gallen) na Suíça e a convite de uns amigos queridos da Suíça fomos conhecer esse local. O trajeto da viagem com algumas fotos está no post anterior 18 fotos do trajeto entre Suiça e a Alemanha

O passeio foi feito no período do inverno e, embora o parque apresente uma beleza também nessa época, imagino que no verão e primavera, quando essa ilha Mainau, conhecida por Ilha das Flores, está toda florida o lugar deve realmente ser um verdadeiro paraíso. 

Ao chegar a Ilha você encontrará um grande estacionamento e, logo em seguida, o lugar onde poderá comprar seus bilhetes de entrada. Ao final do post está o endereço do site onde poderá obter mais  informações, caso você se interesse. ok?

Você poderá observar por lá e diversas variedades de aves como os patos, por exemplo,  que te possibilitam verificar por alguns instantes o comportamento dos mesmos. Acho uma graça.

Observe a quantidade de aves no lago que aparecem aqui na foto.

UM POUCO SOBRE A HISTÓRIA DA ILHA MAINAU

“A famosa Ilha das flores no lago de Constança, tem uma diversidade incomparável de flores, árvores e plantas distribuídas por apenas 45 hectares. Além disso, há também um castelo barroco do século XIII, a estufa de palmeiras, e a casa das Borboletas”.

Dizem que um príncipe sueco “beijou a Ilha Mainau a transformou em um grande jardim do Éden: em 1932 a paixão do Conde Lennart Bernadotte pela ilha do Lago de Constança. Hoje a preciosidade é administrada pelos seus filhos”.

“Localizada no extremo sudoeste da Alemanha, diretamente no lago de Constança, em Baden-Württemberg, a ilha de Mainau é uma das grandes atrações turísticas na fronteira com a Áustria e a Suíça, atraindo milhões de visitantes todos os anos. (…) Suas preciosidades incluem árvores extravagantes e algumas até bastante raras: é o caso da “tília victoria”, plantada em 1862 pelo grão-duque em homenagem ao nascimento de sua filha ou da bizarra acácia-do-japão, que tem também quase 150 anos”.

Logo na entrada do parque, antes de atravessar a ponte,  ao lado direito avistei essa cruz  e fiquei pensando como a mesma chegou por lá e qual a razão. Buscando entender isso, encontrei essa história:

A história dessa cruz

“Nesta ponte você verá a Schwedenkreuz, um crucifixo de bronze com mais de 400 anos. Antigamente esta cruz estava provavelmente na igreja do palácio na ilha até a Guerra dos Trinta Anos, quando foi levada por soldados suecos. Mas aparentemente a cruz era muito pesada para eles carregarem, então eles a afundaram no lago. Mas hoje, ela está bem visível para os visitantes.”

“A ilha era propriedade da abadia de Reichenau no século VIII. Em 1272 ela foi doada para a ordem teutônica de cavaleiros. Em 1806 a ilha foi anexada ao Grão-Ducado de Baden. Em 1857 o Grão-Duque Friedrich I comprou a ilha e a usou como residência de verão de 1857 até sua morte em 1907. Ele criou um parque com várias plantas tropicais que ele comprava pelas suas viagens. Desde 1932 essa propriedade pertence ao conde Lennart Bernadotte (falecido em 2004) e sua fundação particular (desde 1974), onde sua filha, condessa Bettina, comanda tudo.”

“O duque, que tinha parentesco com a família real sueca, tornou a ilha em um navio de flores. Ano após ano, a ilha atrai mais de 1,7 milhões de visitantes.”

A limpeza do lago é algo de se admirar e você pode observar o número de animais que ali visitam esse lago. A água é bem transparente o que nos possibilita ver o fundo do lago. Olhando assim, dá-se a impressão até que o lago é raso, mas não é não gente, é a limpeza da água.

Talvez gente eu possa até ter exagerado nesse post com a quantidade de fotos que você verá por aqui. Mas, como diz o ditado popular: “uma imagem fala mais que mil palavras”, preferi exagerar mesmo e dividir com você o que essa ilha oferece aos visitantes em termos de beleza, tranquilidade e variedades da natureza.

Logo no início do passeio passamos por essa ponte e por aqui iniciamos a nossa longa caminhada nesse dia. Para quem não gosta muito de grandes caminhadas, te confesso que é o meu caso, esse dia me surpreendeu, pois caminhamos muito e juro que não reclamei devido a beleza do lugar e as novidades e lembrando que o clima também estava bem agradável.
Não é preciso nem falar da necessidade de um sapato confortável. Fico imaginando essas árvores todas verdinhas e algumas floridas nas outras estações, embora a natureza é tão rica, que em qualquer estação, ela nos apresenta diferentes imagens a serem apreciadas.

Essa foto nos dá uma sensação de paz. É bem isso que senti por lá, calma, paz, belezas da nossa natureza que, na correria do dia a dia, quanta oportunidade que perdemos de observá-la, não é mesmo?

Não sei dizer para você se isso é flor ou folha, mas achei interessante.

“Muitos carvalhos e cedros frondosos dão ao parque uma silhueta elegante. Na típica paisagem de Mainau não podem faltar também a legião de plantas de vasos e a valiosa coleção de árvores cítricas.”

 

Algumas árvores já estavam começando a voltar as  suas folhas

Não sei se estou falando algo errado, mas para mim essa florzinha é uma mini-tulipa que começa a despontar no solo. E conforme ia observando algumas outras surgindo, fui fotografando.

 

Achei uma delicadeza essas branquinhas

A Casa das Borboletas

Chegamos na Casa das Borboletas, mais uma das atrações do Parque. Aqui você entra em um lugar como se fosse uma mata, em uma estufa, onde vai encontrar variedades de folhagens e as borboletas das mais diversas variedades voando próxima a você.

 Ao entrar na casa das borboletas, passamos primeiramente no espaço onde se encontra uma pequena loja com livros interessantes e souvenirs e, logo em seguida, entramos em uma estufa onde você poderá ver por aqui as fotos que registrei por lá, das variedades de espécies de plantas, borboletas, tartarugas, um local que nos leva a refletir sobre as maravilhas da nossa natureza.

 

 

Gente ao postar essas fotos aqui, me despertou a vontade de saber um pouco mais sobre as borboletas e fui procurar saber algumas informações e curiosidades sobre elas e achei nesse site interessante: site: http://www.borboleta.org/2015/05/30-curiosidades-sobre-as-borboletas-e.html, é dele que trago as informações aqui sobre elas. ok?

Você sabe qual a diferença entre mariposa e borboleta? Eu não sabia. 

Mariposas: As mariposas geralmente voam a noite, são menos coloridas, como aquelas que ficam em volta das lâmpadas e algumas delas podem ser venenosas principalmente para alguns animais. Embora em menor número, elas também podem voar durante o dia. Buscam alimentos principalmente através do olfato.

Borboletas: As borboletas é do reino Animalia, Filo Arthropoda, classe insecta e ordem lepidóptera. Essa ordem é devido as escamas que elas possuem nas asas. Sabe aquele pó que ela deixa em suas mãos quando você pega uma borboleta? Então esse pó é constituído “pelas milhares de minúsculas escamas que recobrem as asas da borboletas e formam desenhos incríveis de cores muito vivas”.

“As cores vivas e as formas de muitas espécies servem para atrair o sexo oposto. Muitas mariposas e borboletas têm marcas nas asas parecidas com olhos, isto assusta os predadores”.

“O ciclo de vida das borboletas e mariposas compõe-se de 4 estágios: ovo, lagarta, pupa e adulto.”

“Muitas espécies de borboletas são venenosas , o veneno da borboleta vem das folhas que elas comem, quando ainda eram lagartas“.

“As borboletas e mariposas enxergam a luz ultravioleta, invisível para nós.”

“As lagartas vivem para comer e acumular alimentos, principalmente na forma de gordura.”

“A mariposa fêmea atrai o macho exalando perfume”.

“A expectativa de vida das borboletas são em média duas semanas, embora existam espécies que vivem menos e outras que conseguem até viver alguns meses”.

“Os gregos chamavam a borboleta de Psyché que significa alma e a borboleta adulta é chamada de imago”.

“Existem na natureza cerca de 156.300 espécies diferentes de mariposa e 17.950 espécies diferentes de borboletas”.

 “As antenas das mariposas e das borboletas são os órgãos sensores usados para cheirar”.

Além das lindas borboletas gente, esse cantinho da Ilha também é repleto de folhagens diferentes, de várias espécies, inclusive algumas do nosso país estão por lá.

 

 

 

 

 

As tartarugas

 

Como uma imagem nos remete a lembranças e essa foto aqui me fez lembrar da história das tartarugas da minha filha caçula. Com dois aninhos, na época se vendi umas tartaruguinhas pequenas, mini tartarugas mesmo e trouxemos duas para nossa casa, as quais permaneceram com a gente até o momento que decidimos ir para o apartamento. Ou seja, ficaram com a gente durante 22 anos. 

Em uma determinada época,  passava uma novela mexicana acho que no SBT e que tinha duas irmãs na novela chamadas Paulina e Paola e tinha o famoso Carlos Daniel. Minha filha resolveu colocar esses nomes no casal de tartarugas, Carlos Daniel e Paulina, que era a torcida para que ficassem juntos na novela.   E assim elas cresceram, juntamente com a minha filha, fazendo parte da “família”.

Essa separação das tartarugas não foi fácil. Porque não tem como não sentir amor pelos bichinhos. Só não foi mais difícil, porque as mesmas foram doadas para duas crianças da nossa família, que ficaram maravilhadas com o presente e sabíamos que estariam em boas mãos. Fazendo aqui o post, me deu muita saudades das mesmas. Toda separação não é fácil, mas que bom que elas existiram em nossas vidas.

Se você gosta e curte passeios como esse, me lembrei do jardim botânico de Chicago nos EUA onde fotografei lindas orquídeas por lá:

Chicago e seu Jardim Botânico nos EUA

Chicago nos Estados Unidos e flores do Jardim Botânico

Saímos da casa das borboletas,  continuando com a nossa caminhada,  passamos por um espaço onde se encontram as lindas e gigantescas Sequóias. 

Se é a primeira vez que você vem por aqui, quero dizer que sou casada com um agrônomo e que fica maravilhado com um passeio como esse. Tem uma visão da natureza muito linda e acredita piamente sobre a energia que as árvores e toda a natureza nos oferece.

Mas gente, resolvi aqui dividir esse post e falar das Sequóias do Parque, bem como do Castelo Barroco em um outro post. Pois, como já perceberam, gosto de postar com muitas fotos e para realizar os posts leva-se  mais tempo. Espero colocar logo aqui para você. ok?

Vou deixar essa foto para você que nunca ouviu falar sobre esse tipo de árvore gigante: Sequóia

Algumas informações sobre o parque:

Todas as informações com maiores detalhes sobre esse passeio como valor para entrar, por exemplo, onde varia de acordo com a estação do ano, você poderá acessar o site abaixo. A página está em alemão, mas permite traduzir para o português.

http://www.mainau.de/de/informationen-service.html

 

Era isso por hoje.

Obrigada pela visita. Você é sempre bem vindo(a) por aqui.

Um abraço

Referências:

http://www.borboleta.org/2015/05/30-curiosidades-sobre-as-borboletas-e.html

http://www.germany.travel/pt/cidades-e-cultura/palacios-parques-e-jardins/cabecas-famosas/a-ilha-das-flores-do-conde-bernadotte/ilha-de-mainau.html