St Gallen e a linda Igreja St. Laurenzen

Oi Gente

O post de hoje é sobre essa linda Igreja da cidade de St Gallen, na Suiça,  St-Laurenzenkirche. Essa Igreja fazia parte do complexo da Abadia. “Durante o século XVI, foi o principal centro da Reforma de St. Gallen. A atual aparência neogótica do edifício é resultado de uma recuperação empreendida em meados do século XIX”. Saiba um pouco sobre ela por aqui…

 

Aqui abaixo estão um pouco das fotos que fiz por lá, bem como algumas histórias sobre esse Santo e a Igreja.

Quem foi São Lourenço?

Muitas igrejas tem esse mesmo nome, em referencia a São Lourenço. Somente em Roma onde ele foi martirizado existem três; outra é em Florença e uma em Nuremberg. Na parte da Suíça, onde se fala a língua alemã,  existem entre outras, as Igrejas em Flawil e Winterthur. A popularidade e interesse se encontram, em certa medida, sobre o seu martírio: a sua morte e sua falta de vontade firme de comprometer causou uma profunda impressão.

Por outro lado, Lourenço representa  uma declaração central da crença: que é um dever cristão de cuidar dos pobres, os doentes, os moribundos e os presos.Ele foi o diácono em Roma e um assessor próximo do Papa Sisto II (foi o vigésimo quarto Papa, de 31 de Agosto de 257 até 6 de Agosto de 258).

Quando o papa recebeu uma ordem de prisão no ano de 258, emitido pelo imperador Romano Valeriano (que esteve no poder entre 252 a 260), e perseguiu os cristãos, ele supostamente instruiu Lourenço para assumir a administração dos bens paroquiais. Lourenço distribuiu tudo que estava disponível entre os homens pobres, viúvas, órgãos, aleijados e mendigos. Três dias após o papa ser decapitado,  Lourenço também foi preso e condenado a entregar as riquezas. Ele então levou todas as pessoas simples, humildes, o povo necessitado de Roma e disse ao Imperador: “Estes são o patrimônio(riquezas) da Igreja.”

“O imperador, furioso e indignado, mandou prendê-lo e ser queimado vivo sobre um braseiro ardente, por cima de uma grelha. A tradição católica diz que o santo conservou seu bom humor mesmo enquanto era executado, dizendo aos que o queimavam: “podem me virar agora, pois este lado já está bem assado”.  Isso aconteceu em 10 de agosto de 258 o dia que hoje é comemorado o dia de São Lourenço.

“A cidade de St Gallen deve sua própria existência à abadia. Ainda hoje, os prédios da abadia formam o núcleo interno da cidade. 
Não é improvável que uma capela já estivesse onde St Laurenzen é hoje. No ano de 1235, as primeiras referências aparecem para a igreja paroquial – numa cidade que acabava de emergir como um direito, o seu significado para a cidade aumentou à medida que o cisma com o próprio mosteiro endureceu, em particular após a Reforma.” Suiça e a cidade velha de St. Gallen

A Igreja de São Lourenço pertencia a abadia até o ano de 1413. “Em 1413, a cidade finalmente assumiu a administração da Igreja de São Lourenço, que até então pertencia à abadia. A cidade agora era capaz de nomear o vigário, e assumiu a responsabilidade financeira. Como para demonstrar sua nova independência à abadia, a cidade – agora um centro têxtil florescente – iniciou um novo edifício no mesmo ano.”

“Michel von Safoy planejou uma igreja da basílica, onde a nave central fosse levantada acima do nível dos telhados onde foi inundada com a luz das janelas. Mas o incêndio da cidade de 1418 parecia ter impedido o entusiasmo geral por novos trabalhos de construção. As janelas redondas foram cortadas do plano e o teto da nave, em vez disso, desceu diretamente sobre os corredores, embora Michel tentou resistir, pois para ele seria uma solução esteticamente insatisfatória”.

Visitar as Igrejas nas Europa faz me pensar a história da construção de cada uma delas, o tempo levado para que o projeto fosse desenvolvido, as pessoas que ali trabalharam e os que ainda hoje se esforçam para manter tantas histórias ricas da nossa humanidade. História, arte, cultura, civilização.

A cada olhar que direcionamos seja dos lados, nos tetos, no chão, ali estão as belezas dessas construções. No século XIX ela iniciou sua renovação. ” As novas fachadas góticas imitam o estilo arquitectónico do século XV. Foi graças aos empreendimentos históricos conscienciosos de Müller que St. Gallen pode se  gabar em 1850 o traço incomum de uma igreja reformada em estilo medieval.”

Enfim gente, aqui então está mais essa linda Igreja da cidade de St. Gallen que tive o prazer de visitar e conhecer e dividi aqui com você.

Era isso por hoje.

Obrigada pela visita. Você é sempre bem vindo(a) por aqui.

Um abraço.

 

Referências:

Folheto que recebi dentro da Igreja (procurei traduzir aqui)

https://pt.wikipedia.org/wiki/Louren%C3%A7o_de_Huesca