Calça jeans e sua popularidade

 

Oi Gente

Hoje me deu vontade de vir aqui e refletir um pouco sobre o por quê das pessoas, praticamente em todo o mundo, gostarem tanto de um vestuário como a calça jeans. Você já observou quando sai as ruas de qualquer cidade, a quantidade de pessoas que usam a famosa calça jeans? As vezes parece uma incoerência pois, ao mesmo tempo que cada indivíduo busca uma forma de se identificar, ter seu estilo próprio, ser diferente enfim, o jeans, principalmente a calça jeans, está aí presente em milhões de pessoas, todos os dias, todas as horas e, praticamente em todas as idades.

Apesar das  diversas formas de serem  apresentadas, com seus modelos criativos, a calça jeans não deixa de ser uma peça praticamente “uniformizada”. E aí eu me pergunto, o que é que tem na calça jeans para se ter tantos adeptos assim? Fui pesquisar um pouco a respeito, até porque não me imagino sem um jeans que amo de paixão.

 May 20, 1874. Levi Strauss first markets his blue jeans with copper rivets, priced at $13.50 a dozen.:

Por onde começou essa história da calça jeans

O início mesmo da história do jeans se deu na cidade de Nimes, na França. Nessa cidade foi fabricado pela primeira vez em 1792 e o tecido foi aos poucos sendo divulgado e conhecido como o nome de “tecido de Nimes” por isso Denim.

 

Pelo fato de ser um tecido com grande durabilidade os primeiros trabalhadores na realidade a se utilizarem de uniformes com esse tecido foram os marinheiros italianos, da cidade de Gênova.

levistrauss:

 

Você já deve ter usado ou pelo menos ouvido falar dessa famosa marca de Jeans Levi’s. Eu usei muito na adolescência, como curtia e não é a toa que ela está diretamente ligada a calça Jeans, pois foi exatamente Oscar Levi-Strauss, alemão, na Califórnia, em torno do ano de 1850,  observando a necessidade de um uniforme para os mineiros que trabalhavam na exploração das minas em busca do ouro, que pensando nessa necessidade de um vestuário mais rústico e potente, para aguentar o trabalho, e por não estar conseguindo colocar no mercado o tecido marron de lona a qual vendia, foi quem teve a brilhante ideia de utilizar o tecido vindo de  Maryland, EUA, primeiramente na cor marrom, para a confecção desses uniformes.

“A descoberta de grandes jazidas de ouro gerou a chamada Corrida do Outro em 1848, especificamente em São Francisco, estado da Califórnia, na qual ocorreu um aumento populacional exorbitante devido à chegada de muitos vendedores à cidade. Levi Strauss, natural da Bavária, residia em Nova Iorque há alguns anos e deslocou-se até São Francisco para vender peças de um tecido resistente a ser usado como cobertura para tendas e vagões, mas esse item não era uma das principais necessidades dos mineiros, que tinham como demanda roupas resistentes (Catoira, 2006). Levi Strauss acabou transformando seu estoque em calças e, em 1853, passou a fabricá-las a partir do Denim.”

E como foi então a história do azul da calça jeans

 Denim, na realidade é uma abreviação de Nimes – cidade da França, onde iniciou-se toda a história da calça jeans, pois Levis percebeu que esse tecido era um pouco mais flexível do que aqueles de lona que havia pensado inicialmente. Mas havia mais um problema, não gostava da cor e foi aí que ele começou, como um bom empreendedor, a pensar como colocar nova cor nesse tecido. Então, descobriu, através de uma planta chamada Indigo, a possibilidade de tingir o tecido da cor azul, o famoso indigo blue.

“A primeira calça com esse tecido, modelo Levi’s 501, foi criada em 1870 e, em 1873, Strauss e o alfaiate Jacob Davis patenteavam a essa vestimenta com rebite de cobre (Ghivelder, 2003; Catoira, 2006). Com isso, consolidou-se a empresa de Strauss, a Levi’s , que se mantém com as vendas elevadas atualmente, permanecendo a calça jeans como única peça do vestuário da história que tende à unanimidade entre os consumidores em nível mundial”.

American Working Man Fashion Print - 1900-1910 Vintage Antique Levi Jeans - Levis - Earliest Stormy Kromer Cap on Etsy, $30.00:

O uso da calça jeans era usada inicialmente pelos trabalhadores. Foto de 1910.

A POPULARIZAÇÃO DA CALÇA JEANS

On May 20, 1873, San Francisco businessman Levi Strauss and Reno, Nevada, tailor Jacob Davis were given a patent to create work pants reinforced with metal rivets, marking the birth of one of the world's most famous garments: blue jeans.:

Então aí começa  a popularização da calça jeans, e para que isso acontecesse nada melhor que utilizar-se dos ícones da época, formadores de opinião, como eram os artistas que desempenhavam os papéis de Cowboys. 

This iconic image (above) of James Dean as Jett Rink coolly stretched out in front of the Reata Ranch house in George Stevens’ 1956 masterpiece “Giant” was the inspiration behind Levi Strauss’ legendary 1981 “Travis” ad campaign and television commercial that launched the 501 jean for women. –Image © Floyd McCarty:

“Por meio dos filmes de faroeste, a popularidade da peça teve início da década de 1930 com os cowboys norteamericanos. O cinema na década de 1950 impulsionou a visibilidade do jeans, especificamente com autores como James Dean e Marlon Brando, que representaram a imagem da liberdade e rebeldia para toda uma geração”.

 

Everybody tries to copy this look except that they stick a bunch of Boy Scout merit badges on their tight lil' leather vest and it's just one more silly uniform. Toy runs? Eat shit!:

Mas foram os artistas, na década de 50, que começaram a tirar a calça jeans do mundo do trabalho e como uma forma de rejeitar o que era popular, e foram sendo cada vez mais adotados por artistas. James Dean e Marlon Brando, usavam jeans justamente para simbolizar a sua não conformidade com normas dominantes”. Aqui você começa a entender um pouco o que significa simbolicamente o uso do jeans, ao ponto de fazer com que essa peça se torne realmente um símbolo de maior liberdade, onde um vestuário também pode sim ser utilizada como uma forma de protesto.

“O movimento de rebeldia da juventude a partir da década de 50 questionava a estrutura econômica, política e social da época. O que se denominou movimento da contracultura contemplava essas e outras questões sociais como o consumismo e, nesse âmbito, muitos adereços e comportamentos foram incorporados pela juventude, entre eles, o uso das calças jeans, que foi um símbolo representativo de diversos movimentos. A partir dessa época, o jeans passou aos poucos a fazer parte do vestuário usual, aumentando sua popularidade”.

 

Enfim, agradeço a Levi´s Strauss e a sua brilhante ideia, pois adoro uma calça jeans e, com certeza,  elas serão minha companhia no vestuário pelo tempo que estiver nessa vida. 

Era isso por hoje gente.

Obrigada pela visita. Você é sempre bem vindo por aqui.

Um abraço.

Referências:

http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc37_3/04-QS-42-13.pdf