O primeiro cartão de Natal

Oi Gente

Hoje resolvi falar sobre os cartões de Natal. Estamos próximos de mais um Natal, uma data que a cada ano parece que vem perdendo o seu verdadeiro sentido. Uma data que traz saudades, lembranças, alegrias, tristezas, esperança, confraternização, encontros, desencontros, e também uma data que fala muito de reflexão. Refletir sobre a família, sobre o ano que está chegando ao final, sobre solidariedade, sobre a sociedade, sobre justiça, enfim sobre tudo aquilo que envolve o ser humano, envolve o fato de ser humano.

natal:

Saiba um pouco sobre o primeiro cartão de natal 

Aqui em nosso país, não sei se é só minha essa impressão, esse ano de 2015 não foi lá essas coisas quando se diz sobre valores, justiça, relações humanas, uma vez que passamos por um período de tantas decepções com aqueles que governam a nossa Nação, mas enfim com eles ou sem eles, o fato é que estamos chegando a mais um final de ano e me pergunto, como será esse Natal para o nosso povo?

Hoje, especificamente, estava me lembrando dos cartões de Natal e fiquei pensando como eles vem diminuindo a cada ano. Digo aqueles cartões que chegavam via correio, que era uma delícia a gente enviar e a gente receber a cada ano. Você lia aqueles cartões e lá vinha uma saudade e vontade de ver e estar com a pessoa que lhe tinha enviado.

natal:

A gente ia nas papelarias, escolhia cada cartão pensando para aquele que íamos enviar, ou até mesmo retribuir. Muitas vezes acabávamos esquecendo de alguém e logo corríamos a nos retratar sobre o fato.

Christmas cards. Discussion on LiveInternet - Russian Service Online diary:

Você pode estar pensando: – é que a tecnologia veio substituir todo esse trabalho que se tinha para enviar os cartões, as mensagens e tudo o mais. Mas o que eu quero dizer aqui de como era gostoso todo esse ritual dos cartões, quando a gente então pendurava na própria árvore os cartões recebidos ou ainda, tínhamos um canto reservado só para expor e ficar lembrando dos amigos que ali haviam te escrito e quando tínhamos tempo para fazer aquelas visitinhas, nem que fosse rápidas para dar um abraço de final de ano nos amigos.

1916 Christmas Postcard Green Robe Santa Father Christmas Children Toys Horse | eBay:

Esse por exemplo é bem antigo mesmo de 1916.

Vintage Christmas:

Conforme a sua idade, talvez nunca nem tenha presenciado o que estou contando aqui, mas para aqueles que passaram por essa experiência sabe bem do que se refere esse valor que se tinha os cartões de Natal.

Vintage Christmas:

As crianças que puderam viver essa fantasia do papai Noel, como tem histórias até hoje para contar.

 

 

 

modelos de cartões de natal antigo - Pesquisa Google:

Adoro esses cartões vintage.  Mas de onde surgiu esse costume de enviar cartões de Natal? 

Vintage Christmas:

Tudo começou na Inglaterra em 1843 quando “Sir Henry Cole que era um homem muito ocupado e não tinha tempo para escrever mensagens pessoais na quadra natalícia, no ano de 1843. No entanto, ele não queria deixar de enviar as suas felicitações, então teve a ideia de contratar um artista chamado John Calcott Horsley, pedindo-lhe que projetasse um cartão que pudesse ser enviado imediatamente”.

Primeiro cartão de Natal criado pelo artista.

modelos de cartões de natal antigo - Pesquisa Google: Resolvi postar esses antigos cartões, pois além de eu gostar muito, acredito que a cada ano eles estão se tornando antiguidade. Antiguidade que ainda se faz presente em pessoas que preservam esses valores como um ato de carinho e atenção, mas que deveriam continuar se fazendo presente nas vidas de todos nós.

 

Scraps - Victorian Die Cut - Victorian Scrap - Tube Victorienne - Glansbilleder - Plaatjes:

Então gente, era isso por hoje.

Termino o post com esse que foi o primeiro cartão de Natal que se tem referencia e que ele quem sabe possa fazer a gente refletir um pouco sobre esses costumes que vão se perdendo devido a correria e alegação de falta de tempo, mas que ainda tem o seu valor na vida daqueles que  se importam em cultivar boas relações.

 

 

Obrigada pela visita.

Um abraço.

 

 

Referencia:

http://www.hojedescobri.com/2011/12/como-surgiu-o-nosso-habito-de-enviar.html