Van Gogh – resumo biografia e sua preferencia pela cor amarela

Oi Gente

Hoje vim falar um pouco desse Pintor nato que, somente após 30 anos  de sua morte, é que seus trabalhos foram reconhecidos. Esse resumo conta sobre o real sofrimento do artista e sua história verdadeira.

Fiz aqui para você um resumo de um documentário onde coloca detalhes da vida de Van Gogh,  mas espero que com isso você possa assim como eu entender direitinho como foi a vida e a história desse famoso pintor. Acredito que dará para se ter uma boa ideia de quem foi o Van Gogh e quando olhar as suas telas saberão melhor o que elas queriam retratar.

Foi muito legal fazer essa pesquisa pois somente agora consegui entender o por quê da preferência que ele tinha pela cor amarela….

 

É muito interessante quando a gente quer saber sobre algo que observa, gosta e mesmo que já esteja escrito em muitos lugares, somente agora entendi a preferência da cor amarela pelo pintor holandês Van Gogh.

 

Vincent van Gogh - Self Portrait, 1887:

Van Gogh cujo nome é Vincent Willen Van Gogh na realidade veio de uma boa família, nasceu em 30 de março de 1856, cresceu em uma casa de classe média, sua mãe Ana Cornelia Corbenthus, tinha grandes habilidades com as agulhas de tricô e com lápis e pinceis. Seu pai Theodoro Van Gogh era pastor protestante em uma cidade do interior da Holanda. Eram em 5 irmãos e quando Van Gogh nasceu fazia apenas um ano que sua mãe tinha perdido um outro irmão mais velho e olha o detalhe com o mesmo nome de Vincent Willen Van Gogh. Assim Van Gogh já chega a esse mundo com a tarefa de substituir o que é insubstituível.

Quando criança Van Gogh caminhava sozinho pelos campos, andava muitos quilômetros, onde tinha um contato enorme com a natureza e com as pessoas simples do campo. Dos irmãos foi com oTheo,  seu irmão mais novo, que teve o melhor relacionamento até a sua morte.

primeira tela a óleo pintada por Van Gogh

Vincent tinha uma relação difícil com o pai e aos 11 anos foi afastado de casa brutalmente. Seu pai era uma pessoa austera, com regras rígidas e queria que o filho fosse educado em lugar melhor do que na escola simples do campo, onde o professor era alcoólatra e por achar que o contato com os filhos de camponeses não lhe traria muitos ensinamentos para sua vida. Assim os pais o levam para um colégio interno há 30 km de sua residência e lá o deixa sozinho, indo embora em um carro AMARELO. (talvez essa cena, esse momento pode ser o que veio mais tarde a demonstrar a enorme preferencia pela cor amarela, bem como pode ser esse o momento de desencadeou toda a vida difícil de Van Gogh).

Nesse colégio Van Gogh com seu sofrimento, longe dos campos onde corria e caminhava e ali trancado se dedicou aos livros como forma de suportar essa separação abrupta. Aprendeu assim o Ingles e o alemão. Doze anos mais tarde, ele escreveu uma carta onde disse que desde quando ele chegou nesse internato ele começou a se sentir um pouco estranho, se mantendo muito fechado durante a sua adolescência.

Digger - Vincent van Gogh - WikiPaintings.org: Desenhos de Van Gogh em sua fase ligado a Igreja onde retratava a vida dura dos trabalhadores na minas de carvão.

As 16 anos os pais decidiram novamente seu caminho, levou ele para morar com um tio em Haia, a terceira maior cidade da Holanda. O seu tio era marchand e foi ai que ele intensificou suas cartas com o irmão Theo e outros amigos, tem em torno de 800 cartas dessa época. Tudo em Van Gogh era muito intenso.

Aos 19 anos ele já era um marchand jovem e nessa época foi encaminhado a Londres para fazer grandes negócios, pois Londres era a cidade mais povoada do mundo ocidental. Logo percebeu que o fato de comercializar a arte o deixava mais longe dela, pois para ele era difícil quantificar o preço de uma obra. Deixou logo de vender arte, para poder produzi-la.

Van Gogh então com 20 anos, um jovem idealista se apaixona loucamente por Eugene, que era filha dos donos da pensão onde ele residia. Essa paixão louca não foi correspondida, pois Eugene já era noiva, questão essa que nunca foi bem elaborada por Van Gogh.

Sien, Sewing, Half-Figure, 1883 Vincent van Gogh:

Passaram-se alguns anos e Van Gogh agora com 23 anos,  larga tudo e decide que será pastor como seu pai e se volta para a Igreja. Nessa época sofre mais uma ruptura com a família e vai se dedicar ao mundo da pobreza e começa a escrever ao irmão sobre as más condições dos mineradores e é nessa época que realiza vários trabalhos de desenho pintados com carvão, das cenas que ele via e não concordava na mineração.

Ele queria ajudar as pessoas, queria viver igual a Deus, queria cuidar de todas as criaturas, chegando a tirar o queijo que ele comia para dar aos ratos. Na verdade virou um fanático. O pai foi avisado do comportamento de Van Gogh e nessa época ele ficou conhecido como o pastor louco, estava em Borinage na Bélgica, nesta época.

Vincent van Gogh. the bright colours and style of painting put it in my top 3 from this artist:

Van Gogh se sentindo fracassado, parte a pé para Bruxelas, capital da Bélgica com a fixa ideia de se dedicar a pintura e se tornar um artista. Se inscreveu na Academia de Belas Artes de Bruxelas, mas quando mostrou seus inocentes desenhos não foram aprovados, os professores o recusaram dizendo que não teria como ser um artista, pois não dominava ainda nem sequer as técnicas básicas.

Assim, Van Gogh resolve que será um artista independente e começa a copiar vários desenhos para aprender com outros artistas a questão de proporção por exemplo. Millet foi um dos artistas que serviu de referencia para Van Gogh. Depois, Anton Mouve, um artista casado com sua prima foi quem primeiro o incentivou e lhe deu as primeiras tintas a óleo e pinceis. Ele escreve ao Theo contando sobre esse momento de reconhecimento do cunhado.

Aos 28 anos ele pinta então a sua primeira tela a óleo – e Van Gogh começa a achar seu professor muito convencional, ele queria pintar a vida dos camponeses, da pobreza e fica sete meses se inspirando para isso. Mas ele precisava também ganhar dinheiro e resolve então ir para Antuérpia, que é a segunda maior cidade da Bélgica. É nessa cidade que ele começa a se envolver com o absinto, bebida apreciada por vários artistas da época, e essa sua relação com a bebida vai persegui-lo até o final de sua vida. É frequentador assíduo dos bordéis, adquirindo  Sífilis e, nesse mesmo período, chegou a perder 7 dentes e após a constatação da doença começa, então,  a conviver com a certeza da morte antecipada em sua vida.

Tela pintada por Van Gogh logo que soube sobre a Sífilis e o pouco tempo de vida que teria devido a doença.

Em 1886 com 33 anos, foi para Paris ao encontro do seu irmão Theo que o recebeu muito bem lhe oferecendo ajuda, pois era um Marchand de renome em Paris, morava em Montmartre (um bairro boêmio de Paris, muito frequentado pelos artistas e pessoas cultas). Chegando na casa do irmão ele observa alguns quadros dos impressionistas o que lhe chama  a atenção.  Em Paris, Van Gogh frequenta o Louvre com uma certa frequência e se identifica com as obras asiáticas, fazendo delas uma observação cuidadosa as quais foram referencias em seus quadros futuros.

Assim Van Gogh sofreu influência em sua arte dos impressionistas, da arte japonesa e de Rembrandt (considerado o maior pintor de todos os tempos da arte holandesa e um dos maiores da arte europeia). Ele começa então a  pintar assinando Vincent em seus quadros. Mas Van Gogh estava triste longe de seus campos, da vida rural simples, do colorido da natureza, precisava de mais espaço, calor.

Impressionismo: Vincent Van Gogh: Em 1888 com 35 anos e com apenas mais 2 anos de vida pela frente, resolve se mudar para o sul da França, e vai para Arles, já que não poderia ir até o Japão. O que mais lhe chamou a atenção por lá foi o sol e a sua luminosidade.

 

Vincent van Gogh - The Flowering Orchard, 1888:

Vincent começa a produzir muito nessa época, chegando a pintar até 3 telas no mesmo dia, pintava muito rápido. Pintava ao mesmo tempo a luz significando a vida, bem como seus auto-retratos demonstrando solidão e proximidade com a morte. Era através dessas pinturas que falava dele mesmo. Os seus auto-retratos indicavam bem o momento por ele vivido. Foram vários que ele pintou.

Pixels portraits de Vincent Van Gogh:

O encontro de Vincent com Gaugin com foi? Na realidade eles se conheceram na casa do irmão de Van Gogh quando o pintor Frances precisava vender alguns quadros e foi o irmão Theo que acabou ajudando nessas compras ao seu retorno a Paris. Van Gogh, assim como o  irmão, gostaram muito do colorido das telas de Gaugin e ali nasceria uma amizade. Após um tempo Gaugin sem dinheiro e com malária necessita de uma ajuda e recorre ao irmão de Van Gogh que indica a cidade de Arles para Gaugin. Van Gogh o ajuda, embora não era bem essa a intenção de Gaugin que se julgava já mais avançado como artista na época do Van Gogh.

Girassóis, c.1888 - Vincent van Gogh: Gaugin chega a Arles e Van Gogh fica feliz com a chegada do amigo por acreditar que os dois poderão desenvolver trabalhos juntos em Arles. Resolvem ir morar juntos na casa amarela de 4 cômodos. O colorido das suas telas, tanto de Gaugin quanto de Van Gogh nessa época, não eram nada convencionais.

Mas logo no inverno os dois começam a divergirem  sobre as obras, Van Gogh gostava de pintar cenas do cotidiano, os objetos e Gaugin gostava de pintar símbolos, detestando as técnicas. Chegou o momento em que os dois brigam e Gaugin sai de casa e Van Gogh o segue com uma pequena faca e ao retornar em casa ele corta um pedaço da sua orelha. É um pedaço e não a orelha toda como muitos relatam.

No dia seguinte Gaugin retorna a casa e observa que Van Gogh está vivo e com muito sangue em todas as paredes, ele chama atendimento e deixa a cidade em dezembro de 1888 muito assustado. Gaugin nunca mais viu Van Gogh.

Depois desse episódio Van Gogh começa então a ter delírios e é internado em um manicômio e era visto pela sociedade como o maluco da cidade.

 

 : Eu coloquei meu coração e minha alma em meu trabalho e perdi minha mente durante esse processo”. (Vincent Van Gogh)

Dentro do Manicômio, Van Gogh começa a pintar seus auto-retratos e, segundo os críticos,  é notório o sofrimento se alastrando em cada um deles e pinta também tudo aquilo que ele enxerga por lá e ainda, começa a repetir e a refazer obras que já haviam sido feitas. Para se ter uma ideia só o quadro de girassóis foi pintado em 7 versões.

Ainda vaso da vida com cinco girassóis Óleo sobre tela, (1888) Flores, Vida, Vaso Pós impressionismo Vincent Van Gogh:

“O amor é algo eterno, o aspecto pode mudar, mas não a essência”. (Vincent Van Gogh).

"Night Cafe" Van Gogh:

Impressionism by Vincent Van Gogh. Van Gogh paintings are studies in color. Be inspired by his art to help you understand how to put a paint color scheme together.:

“Quando sinto a necessidade da religião, saio a noite para pintar as estrelas”. (Vincent Van Gogh).

 

Em 1890 deixa o manicômio com 37 anos e vai para o Albergue Ravoux, no vilarejo de Auvers-sur-Oise. O seu irmão aluga um quarto lá e faz os pagamentos das despesas e lá Van Gogh pintava tudo o que o cercavam.

 

Van Gogh, The Bedroom:

“Grandes coisas não se fazem por impulso, mas pela junção de uma série de pequenas coisas”. (Vincent Van Gogh).

''Eu experimento um período de clareza assustadora nos momentos em que a natureza é tão linda. Eu não estou mais seguro de mim mesmo, e as pinturas aparecem como em um sonho'' Vincent van Gogh:

Eu experimento um período de clareza assustadora os momentos em que a natureza é tão linda. Eu não estou mais seguro de mim mesmo, e as pinturas aparecem como em um sonho”. (Vincent Van Gogh).

 

 

Esse foi o ultimo quadro pintado por Van Gogh: O campo de trigos com corvos, pintou já em sua fase mais sombria, demonstrando um vazio absoluto.

No dia 27 de julho Van Gogh não desce para tomar café e os donos da casa o encontram deitado com uma poça de sangue e acreditam que ele mesmo se suicidou. Até hoje isso ainda tem gerado controvérsias. Mas Van Gogh ainda está vivo e seu irmão Theo foi chamado. Quando Theo chega ao Albergue encontra Van Gogh sentado fumando um cachimbo, bem enfraquecido. Naquela próxima madrugada ele morreu, no quarto do albergue Ravoux (esse albergue é muito visitado ainda hoje nesse vilarejo).

Em 1891 Theo falece  e os dois estão enterrados próximos um do outro, em Auvers Sur Oise . No velório de Van Gogh suas obras estavam expostas proximo ao seu corpo e muitas das usas obras foram vendidas por ali mesmo por preço mínimos e os compradores foram pessoas simples da cidade.

 

Auvers_sur_oise_a_ultima_morada_de_van_gogh-places2-10

Aqui é o Auberge Ravoux onde ele passou seus últimos momentos, no vilarejo de Auvers-sur-Oise e abaixo o cemitério da mesma cidade onde os dois irmãos foram enterrados um ao lado do outro em um espaço de 6 meses. Somente 30 anos após a sua morte, a sua arte foi redescoberta.

 

van_gogh_brothers_0

Sobre a cor amarela, sem dúvida alguma se refere ao momento de sua infancia onde seus pais o deixam no internato e voltam sem ele dentro de um carro amarelo.   O amarelo podendo representar o espaço, a liberdade, a luminosidade do sol, da vida, um campo aberto como ele gostava de andar na infancia observando os detalhes da natureza. Ir para o internato foi como coloca-lo em uma clausula, num abandono total, solidão, sem o irmão, foi onde ele mesmo relata que nunca mais foi o mesmo que a partir dali ele se via como um estranho. Van Gogh muito cedo descobriu as dores da existência.

Era isso por hoje gente.

Adoro fazer esses post sobre arte, porque sempre a gente aprende mais e mais. Admiro mais ainda o Van Gogh. E olha esse pensamento que ele nos deixou, é a mais pura verdade.

 

"FORÇA, CORAGEM E DETERMINAÇÃO." Procure não perder isso, mantenha sempre com você por toda sua vida. (M.Mocho):

Um abraço.

Um bom domingo a todos.

 

 

Referencia:

http://www.lpm-editores.com.br/livros/Imagens/biografia_van_gogh.pdf

Documentário sobre o segredo por trás do artista Van Gogh. Um biografia que fala muito da infância de Van Gogh escrita  pelo  premiado crítico de arte Waldemar Januszczak